Número de estupros cresce há mais de um ano no estado de SP (Catraca Livre – 13/06/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

São Paulo registrou uma denúncia de estupro por hora entre janeiro e abril de 2016

Entre 1º de janeiro a 30 de abril deste ano, o estado de São Paulo registrou cerca de um caso de estupro por hora, de acordo com dados da Secretaria da Segurança Pública (SSP). Nos quatro primeiros meses de 2016, foram feitas 3.242 ocorrências desse crime hediondo. Os números de maio ainda não foram contabilizados.

De acordo com um levantamento feito pela CBN a partir de dados da SSP, os números revelam que o crime cresce no estado paulista sem parar há mais de um ano, desde o segundo trimestre de 2015, quando foram registrados 2.110 casos. A partir de então, os próximos levantamentos trimestrais fizeram o ano passado fechar com mais de 9.200 casos.

Em média, os casos denunciados nos primeiros quatro meses de 2016 representam 26,7 boletins de ocorrência de estupros por dia, ou 1,11 do crime por hora no estado. Em 2015, neste mesmo período, foram registrados 3.164 estupros – 26,3 casos por dia. Mas o recorde de registros ocorreu em 2012: foram 12.886 boletins, ou seja, 35,2 casos por dia. A SSP divulga suas estatísticas criminais desde 2011.

No site da Secretaria, no entanto, os números de vítimas de estupro e de estupradores não são divulgados. Por isso, há a possibilidade de o número de vítimas e agressores ser maior do que o total de casos, pois algumas das ocorrências têm mais de uma pessoa e mais de um estuprador. Os dados mostram que homens e mulheres sofreram estupro.

Em entrevista à CBN, a diretora executiva do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Samira Bueno, afirmou que o aumento pode mostrar não só maior ocorrência desse tipo de crime, como uma diminuição das subnotificações, já que muitas vítimas ainda se sentem intimidadas em expor a violência sexual em ambientes como uma delegacia de polícia.

“Pode estar vinculado desde a uma maior conscientização das vítimas, no sentido de terem campanhas informativas, ao fato de acontecerem mais casos, mesmo, assim como uma redução pode indicar algum problema nas delegacias de polícia, que passaram a registrar em outra categoria. Mas o número de estupros no território paulista é muito alto: chega a quase 25% do total de estupros no país. É um número alto sob qualquer ponto de vista, sob qualquer análise”, afirmou Samira.

Acesse no site de origem: Número de estupros cresce há mais de um ano no estado de SP (Catraca Livre – 13/06/2016)