Números de violência contra mulheres causam preocupação no RS (G1 – 29/08/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Apesar da redução, diretora da SSP vê ‘falta de credibilidade da sociedade’. Confira abaixo como buscar atendimento em caso de necessidade.

Os dados de crimes contra a mulher vêm caindo neste ano no Rio Grande do Sul, conforme pesquisa Observatório da Violência contra as Mulheres. Foram 40 assassinatos, 173 tentativas e 274 estupros, queda de mais de 50% em relação ao ano passado. Apesar de parecerem positivos, os números preocupam a diretora do Departamento de Políticas para as Mulheres da Secretaria de Segurança Pública, Salma Farias Valencio.

“Vemos uma crescente falta de credibilidade, não só no sistema, como na sociedade e uma banalização da violência, uma naturalização. Acham normal, natural, e daí a mulher não se sente confiante de buscar os serviços”, lamenta Salma.

A delegada Viviane Viegas, coordenadora estadual das Delegacias Especializadas no Direito da Mulher, concorda. “Temos ainda que atingir muito mais mulheres, muito mais que a denúncia. Temos que mudar pensamentos, temos que mudar paradigmas, temos que fazer com que essas vitimas compreendam que elas têm direitos, e que esses direitos têm que ser requeridos, tem que ser buscados”, diz.

Um relatório da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal de Porto Alegre aponta para a mesma conclusão. As vereadoras visitaram a rede de atendimento a mulheres vítimas de violência na capital, e constataram que o serviço tem falhas que desencorajam a denúncia.

“De nada adianta termos uma delegacia sem estrutura. Existem momentos em que, devido ao pouco efetivo, tem um policial pra atender inúmeros casos chegando”, diz a vereadora Mônica Leal (PP).

O relatório da Comissão de Direitos Humanos foi encaminhado a todas as entidades visitadas e também ao Ministério Público. As vereadoras devem se reunir novamente para avaliar se houve melhoras.

Confira onde buscar atendimento
As mulheres que precisarem de atendimento por serem vítimas de violência podem entrar em contato com o Centro Estadual de Referência da Mulher Vânia Araújo , no telefone 51 3252 8800; o Centro de Referência Municipal da Mulher Márcia Calixto, no 51 3289 5110, e no telefone lilás, 0800 541 0803.

Acesse no site de origem: Números de violência contra mulheres causam preocupação no RS (G1 – 29/08/2015)