NUPEVID encerra ciclo de palestras sobre violência contra a mulher em canteiros de obras em Teresina (MPPI – 25/08/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Encerrando a programação do projeto “Construindo Possibilidades” nesse mês de agosto, trabalhadores da obra Rio Poty Boulevard participaram, nesta quarta-feira (24), de palestra sobre o enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher. O projeto, desenvolvido pelo Ministério Público do Piauí (MP-PI), através da 10ª Promotoria de Justiça, órgão de execução do Núcleo de Promotorias de Justiça de Defesa da Mulher Vítima de Violência Doméstica e Familiar (NUPEVID), em parceria com o Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil (SITRICON), visa levar aos canteiros de obras de Teresina informações acerca da realidade de violência contra a mulher.

Na ocasião, a promotora Amparo Paz, integrante do NUPEVID, abordou temas como o contexto histórico do machismo, assédio no local de trabalho, Lei Maria da Penha e formas de enfrentamento e denúncia, através do Ligue 180, central de atendimento criada em 2005, pela Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República para o recebimento de denúncias praticadas contra a mulher.

“Sendo uma categoria que possui um grave histórico de violência contra a mulher, tendo até já ocupado o primeiro lugar no ranking de agressões, nós desenvolvemos esse trabalho a fim de diminuir essa triste estatística. E, felizmente, temos obtido bons resultados, pois, com a ajuda do projeto, a categoria está mais consciente e não ocupa mais essa posição no ranking”, destaca a promotora.

A técnica de segurança do trabalho, Neudiane de Sousa Alves, que é uma das quatro mulheres que trabalham na obra, fala da importância do projeto. “Nós vemos que, até mesmo aqui no canteiro de obras, a maioria dos homens ainda é machista. Então esse debate contribui bastante para abrir um pouco a mente de cada um sobre o valor da mulher, seja no trabalho ou em casa”.

Para o pedreiro Josiel Silva Cardoso, é necessário que exista uma cultura de paz e respeito entre as pessoas, independente de gênero. “Esse tipo de discussão é muito importante para conscientizar as pessoas da necessidade de se denunciar e refletir sobre a violência praticada contra a mulher. Também é importante para que as pessoas possam respeitar umas às outras, tanto homens quanto mulheres, e que o machismo e preconceito acabem”, finaliza.

Assessoria de Comunicação Social
Ministério Público do Estado do Piauí MP-PI

Acesse no site de origem: NUPEVID encerra ciclo de palestras sobre violência contra a mulher em canteiros de obras em Teresina (MPPI – 25/08/2016)