“O estupro é qualquer ato de violação do corpo”, diz delegada (Rádio Jornal – 30/09/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Os transtornos causados pelo estupro foram abordados no Consultório do Rádio Livre desta sexta-feira (30). A comunicadora Graça Araújo recebeu a delegada e gestora do Departamento de Polícia da Mulher, Inalva Regina, e a coordenadora dos serviços de apoio à mulher Wilma Lessa, que funciona no Hospital Agamenon Magalhães, Mayara Mendes.

As convidadas do programa conversaram sobre os traumas que as vítimas desse tipo de crime sofrem e os serviços que a elas são ofertados. “Infelizmente, temos atendido todos os dias mulheres vítimas de estupro. A gente tem percebido que desde julho a nossa demanda tem aumentado”, comenta Mayara Mendes.

A luta para evitar o silêncio das mulheres foi comentada durante a conversa, pois, ao procurar um serviço de saúde, as vítimas passam a contar com uma série de prestação de serviços. Em Pernambuco, de janeiro a agosto deste ano, foram registrados, oficialmente, 965 casos de mulheres estupradas. Esse número é 22% que o registrado no ano passado.

A impunidade no País foi mencionada pela delegada Inalva Regina. Segundo ela, isso termina se repetindo. “Temos sempre que lembrar, por exemplo, do fato que aconteceu no Rio de Janeiro, quando uma mulher foi estuprada por 33 homens”, lembrou.

Os transtornos causados pelo estupro foram conversados no Consultório do Rádio Livre desta sexta-feira (30)

Acesse no site de origem: “O estupro é qualquer ato de violação do corpo”, diz delegada (Rádio Jornal – 30/09/2016)