OAB dedica atenção especial ao caso de estupro no Piauí (OAB – 24/06/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

A Comissão Nacional de Direitos Humanos da OAB tem acompanhado todos os detalhes da investigação do caso de estupro coletivo ocorrido no último dia 27 de maio que vitimou uma adolescente em Castelo (PI). O trabalho vem sendo realizado em conjunto com as comissões de Defesa dos Direitos Humanos e de Apoio à Vítima de Violência da Seccional.

Patriota classificou o crime como barbárie (Foto: Eugenio Novaes - CFOAB)

Patriota classificou o crime como barbárie (Foto: Eugenio Novaes – CFOAB)

O pedido de acompanhamento nacional dos desdobramentos do caso foi realizado pelo presidente da Seccional piauiense da Ordem, Willian Guimarães, e pelo representante eleito da advocacia no CNJ (Conselho Nacional de Justiça), Norberto Campelo, que é conselheiro federal pela OAB Piauí. “Nossa entidade, tanto em nível estadual como federal, tem o compromisso de zelar pela aplicação das penas e medidas cabíveis aos autores. Além disso, queremos acompanhamento psicológico gratuito às vítimas e familiares”, aponta Willian.

Na última sessão plenária do Conselho Federal da OAB, o presidente da Comissão Nacional de Direitos Humanos, Everaldo Patriota, classificou o crime como “uma barbárie que ceifou a vida de uma garota e com certeza trará consequências irreparáveis às famílias de todas as vítimas”. Para ele, o papel da Ordem em casos do tipo é “cuidar para que haja o cumprimento da lei”.

Na época do crime, há quase um mês, a Comissão da Mulher Advogada da OAB Piauí emitiu nota de repúdio ao estupro ocorrido em Castelo.

Acesse no site de origem: OAB dedica atenção especial ao caso de estupro no Piauí (OAB – 24/06/2015)