Onde procurar ajuda em casos de violência contra a mulher (NE10 – 30/11/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Muitas vezes, as mulheres estão fragilizadas com a violência sofrida pelo agressor e não conseguem denunciar, precisando de ajuda. Por isso, é muito importante saber: QUEM PODE AJUDAR? Familiares, amigos, vizinhos etc..

COMO PODE AJUDAR? Observe se alguma amiga, parente ou pessoa conhecida está passando por esse tipo de violência. Não ignore, ajude. Não acredite naquela frase que ouvimos desde pequenos: “Em briga de marido e mulher, ninguém mete a colher”. Mete, sim, pois só assim você estará ajudando uma mulher que não tem forças para se levantar. Incentive, aconselhe, você estará evitando que essa mulher seja mais uma vítima dessa violência covarde que pode se transformar em um homicídio. Se a mulher sofre agressão e não denuncia, não é porque ela gosta de ser maltratada, é porque ela está com medo, fragilizada, precisando da sua, da nossa ajuda.

E COMO DENUNCIAR? Inicialmente, a mulher deve ir a uma delegacia de policia para denunciar o agressor. Se você é vítima de violência e está com medo, sem coragem, chame um amigo, um familiar, um vizinho ou ligue para o DISQUE 180. É importante ressaltar que, se a violência estiver ocorrendo naquele momento, ligue para o DISQUE 190 para que policiais militares compareçam a sua residência e conduza o agressor à delegacia.

Depois de registrada a ocorrência na delegacia, se houver lesões, agressões, estupro, a mulher será encaminhada à perícia para fazer o exame traumatológico e sexológico. Se necessário, a mulher também será encaminhada a um hospital especializado para tomar as medicações. Na Delegacia da Mulher, há uma equipe especializada para os registros das ocorrências e encaminhamento das mulheres à Rede de Enfrentamento à Violência.

A Lei Maria da Penha prevê o transporte da mulher para um local seguro e a retirada dos seus bens e pertences até que tudo se tranquilize. Na Rede de Enfrentamento, existem casas abrigos, onde as mulheres poderão ficar em local seguro. Se houver necessidade, existem as medidas protetivas de urgência, onde o agressor poderá ser afastado do lar e proibido de se aproximar da mulher.

Existem muitos Mecanismos de Enfrentamento à Violência contra a Mulher; por isso, a mulher tem que dar o primeiro passo, que é ter coragem de buscar ajuda, porque a proteção existe. A mulher poderá procurar qualquer delegacia de polícia, porém, nos municípios onde existe a Delegacia da Mulher, o atendimento é especializado, com uma equipe de policiais que fará o encaminhamento à Rede. Nos locais onde não existir Delegacia da Mulher, podem procurar a Delegacia do município.

E como denunciar? Inicialmente, a mulher deve ir a uma delegacia de polícia para denunciar o agressor.

Hoje mostraremos a Rede de Enfrentamento à Violência que está à disposição das mulheres vítimas de violência. Para melhor conhecimento do trabalho de cada entidade, iremos mostrando nos nossos artigos qual a competência e trabalho desempenhado por cada uma. O importante, nesse primeiro momento, é que a mulher tenha conhecimento e consciência dos seus direitos, sabendo que há saída para o seu problema. Os telefones e endereços constam na relação abaixo, e ela poderá ligar para obter maiores orientações. Há uma Rede de profissionais qualificados para lhe ajudar. Dê o primeiro passo e permita que os profissionais lhe ajudem a resgatar a sua vida. Não coloque a sua vida nas mãos de ninguém, seja a dona das suas escolhas, supere as suas dores, se fortaleça e seja feliz!Estamos aguardando apenas o primeiro passo.

Na próxima semana, mostraremos histórias reais de mulheres que sofreram violência durante muitos anos e superaram. Hoje estão felizes, equilibradas e fortes. Essas histórias reais irão ajudar muitas mulheres a recuperar a autoestima e acreditar que podem vencer a dor e serem felizes. Lembre-se: você não está sozinha!

Rede especializada no enfrentamento da violência de gênero contra a mulher

Departamento de Polícia da Mulher (DPMUL)
Avenida Alfredo Lisboa, 188 – Bairro do Recife
Fone: 81 3184 3568

1ª Demul – 1ª Delegacia de Polícia da Mulher – Santo Amaro
Endereço: Rua do Pombal, Praça do Campo – Santo Amaro – Recife/PE – CEP: 50.100-170 Fones: (81) 3184-3356 E-mail: [email protected]

2ª Demul – 2ª Delegacia de Polícia da Mulhe – Prazeres
Endereço: Estrada da Batalha, s/n – Prazeres – Jaboatão dos Guararapes/PE – CEP 54.315-010 Fone (81) 3184-3444 E-mail: [email protected]

3ª Demul – Delegacia de Polícia da Mulher – Petrolina
Endereço: Rua Castro Alves, 57 – Centro – Petrolina/PE – CEP: 56.304-340
Fone (87): Permanência 3866-6625 E-mail: [email protected]

4ª Demul – Delegacia de Polícia da Mulher – Caruaru
Endereço: Rua Dalton Santos, 115 – São Francisco – Caruaru/PE – CEP: 55.006-380
Fones: (81) 3719-9106 E-mail: [email protected]

5ª Demul – 5ª Delegacia de Polícia da Mulher – Paulista
Endereço: Frederico Lundgren, s/n – Centro – Paulista – Fones: (81) Permanência 3184-7072 E-mail: [email protected]

7ª Demul – Delegacia de Polícia da Mulher – Surubim
Endereço: Rua Santos Dumont, 85, Oscar Loureiro – Surubim/PE – CEP: 55.750-000
Fones: (81) 3624-1983 E-mail: [email protected]

8ª Demul – Delegacia de Polícia da Mulher – Goiana
Endereço: Rua 65, Loteamento Carvalho Feitosa, s/nº – Centro – Goiana/PE – CEP 55.900-000
Fone: (81) 3626-8509 E-mail: [email protected]

9ª Demul – Delegacia de Polícia da Mulher – Garanhuns
Endereço: Rua Frei Caneca, 460 – Heliópolis – Garanhuns/PE – CEP: 55.295-515
Fones: (81) 3761-8507 E-mail: [email protected]

10ª Demul – 10ª Delegacia de Polícia da Mulher – Vitória de Santo Antão
Endereço: Av. Henrique de Holanda, 1333 – Redenção – Vitória de Santo Antão /PE – CEP 55.602-000 Fones: (81) 3526-8928 E-mail: [email protected]

14ª Demul –14ª Delegacia de Polícia da Mulher – Cabo de Santo Agostinho
Endereço: Rua Nova, 233 – Santo Inácio – Cabo de Santo Agostinho/PE – CEP 54.515-015 Fones: (81) 3184-3413 E-mail: [email protected]

Centro de Referência Clarice Lispector
Rua Bernardo Guimarães, 470, Boa Vista
0800.281.0107

Centro da Mulher Metropolitana Julia Santiago
Rua Carapebas, s/n – Brasília Teimosa, Recife
Fone: 81 3183 2995

Defensoria Pública Especializada na Defesa dos Direitos das Mulheres (DEPEDDIM)
Rua Dom Manuel Pereira, 170 – Santo Amaro, Recife
Fone: 81 3181 9452

Núcleo de Apoio à Mulher Promotora de Justiça Maria Aparecida da Silva Clemente
Ministério Público de Pernambuco
Avenida Visconde de Suassuna, 99, Boa Vista, Recife
Fone: 81 3182 7401

Promotoria Criminal da Mulher
Rua Dom Manuel Pereira, 170 – Santo Amaro, Recife
Fone: 81 3303 2826

I e II Varas de Combate à Violência Doméstica e Familiar
Rua Dom Manuel Pereira, 170 – Santo Amaro, Recife
Fone: 81 3181 9452

Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros/CISAM
Rua Visconde de Mamanguape, s/n – Encruzilhada, Recife
Fone: 81 3182 7757

Instituto Materno Infantil de Pernambuco (IMIP)
Rua dos Coelhos, 300 – Boa Vista, Recife
Fone: 81 2122 4163

Maternidade e Policlínica Professor Barros Lima
Av. Norte, 6465 – Casa Amarela, Recife
Fone: 81 3355 2153

Serviço de Apoio à Mulher Wilma Lessa/Hospital Agamenon Magalhães
Estrada do Arraial, 2723 – Casa Amarela, Recife
Fone: 81 3184 1739/3184 1740

Maternidade Professor Bandeira Filho
Rua Londrina, s/n – Afogados, Recife
Fone: 81 3355 2230

Maternidade e Policlínica Professor Arnaldo Marques
Av. Dois Rios, s/n – Ibura de Baixo, Recife
Fone: 81 3355 1815

Ouvidoria da Mulher do Estado de Pernambuco – Cidadã Pernambucana
Fone: 0800 281 8187

Central de Atendimento à Mulher do Governo Federal
180

Central de Denúncia de Exploração Sexual e Tráfico de Mulheres do Governo Federal
100

Polícia
190

Gleide Ângelo

Acesse no site de origem: Onde procurar ajuda em casos de violência contra a mulher (NE10 – 30/11/2015)