ONGs prestam apoio a mulheres vítimas de violência doméstica no Paraná (Ric Mais – 09/10/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

As denúncias de violência contra a mulher lideram os casos de atendimento de violência doméstica no Brasil. Durante todo o ano de 2014 foram 480 mil registros no país pelo disque 180. Em 2015, só no primeiro semestre, o número de denúncias chegou a 360 mil. Em quase 90% dos casos a Justiça determina o afastamento do agressor.

Na noite do último sábado, a diarista Márcia Aparecida Pereira, de 40 anos, foi executada pelo ex-companheiro Jackson Mathoso da Silva, 42. O homem disparou um tiro contra ela, que morreu na hora. Na sequência, ele atirou contra o filho da vítima, de 17 anos, e cometeu suicídio, disparando contra a própria cabeça. A outra filha do casal assistiu tudo. A mulher, que vinha recebendo ameaças do ex-marido, tinha uma medida protetiva contra o homem.

A delegada Ana Carolina Castro diz que a polícia não consegue fazer o acompanhamento preventivo, só a Patrulha Maria da Penha, da Guarda Municipal, faz algo “parecido”. Mesmo assim, a delegada afirma que é importante que a vítima comunique qualquer tentativa de violação da medida. Só assim o agressor poderá ser preso.

Mulheres que sofrem de violência doméstica ou se sentem ameaçadas pelos ex-companheiros podem procurar as ONGs que prestam esse tipo de apoio no estado.

Acesse no site de origem: ONGs prestam apoio a mulheres vítimas de violência doméstica no Paraná (Ric Mais – 09/10/2015)