Palmas possui o maior índice de violência doméstica da região Norte (G1/Tocantins – 27/10/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

TO é o 2º em violência contra a mulher, segundo o Ministério da Justiça. Um total de 547 casos de agressão a mulheres já foi registrado em 2015

O Diagnóstico de Homicídios do Brasil referente ao ano de 2014 revela que a violência contra a mulher tem aumentado em Palmas nos últimos anos. O relatório do Ministério da Justiça mostra que a capital tem o maior índice de violência doméstica da região Norte do país. Já o Tocantins ficou em segundo lugar nesta mesma categoria. Segundo os dados do relatório, foram 133 casos de violência contra a mulher para cada 100 mil habitantes em 2014. Já o estado teve 57,31 ocorrências para cada 100 mil habitantes.

Segundo o diagnóstico, os dados de violência doméstica são advindos do Sistema Nacional de Agravamento de Notificação do DATASUS, ou seja, trata-se de agressões cujas vítimas chegaram ao hospital.

Já neste ano, de acordo com levantamento da Secretaria de Segurança Pública (SSP), Palmas teve 104 casos de lesão corporal dolosa contra a mulher de janeiro a junho. Em todo o estado, neste mesmo período, foram 547 casos.

Em entrevista à TV Anhanguera, a delegada da mulher Maria Haydee Guimar disse que o número tem aumentado porque as mulheres estão denunciando mais. “Esse ranking está indo ao encontro da estatística que aumenta a cada dia porque o número de mulheres que buscam atendimento está aumentando”, afirmou.
Outro dado expressivo está relacionado à quantidade de ameaças. De janeiro a junho deste ano, segundo a SSP, foram 1.292 registros no Tocantins. Em Palmas, foram 270 queixas neste período.

Ainda segundo a delegada, o Tocantins está na frente de outros estados no atendimento à mulher vítima de violência. “Nós temos conseguido dar uma resposta às mulheres que procuraram essa delegacia para sair do ciclo de violência e da vulnerabilidade em que se encontra.”

Por outro lado, para a coordenadora da Casa da Mulher 8 de Março, Bernardete Aparecida Sousa, ainda falta estrutura de atendimento no estado. “Ainda não temos o tratamento do agressor, que é a ressocialização. Isso influencia demais na reincidência e no aumento do índice de violência”, afirma.

Liberdade sexual

Em relação aos crimes contra a liberdade sexual, o levantamento da SSP revela que no primeiro semestre deste ano foram registrados 16 estupros e três tentativas em Palmas. No Tocantins, o número é bem maior: 138 estupros e 15 tentativas.

Acesse no site de origem: Palmas possui o maior índice de violência doméstica da região Norte (G1/Tocantins – 27/10/2015)