Paraná vai ganhar mais duas Delegacias da Mulher (Bem Paraná – 09/03/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

O governador Beto Richa autorizou nesta quarta-feira (9), no Palácio Iguaçu, a criação de duas novas Delegacias da Mulher, uma em Cianorte (Noroeste) e outra em União da Vitória (Sul do Estado). Com isso, Paraná passará a ter 20 delegacias especializados no atendimento às mulheres vitimas de violência e agressões.

O anúncio das duas novas unidades foi feito na solenidade em que Richa entregou 19 veículos para equipar as 18 Delegacias da Mulher já existentes. Outros oito veículos serão repassados nos próximos dias, chegando a um total de 27 novos carros para as especializadas.

“Estamos fortalecendo a estrutura das delegacias para que possam ampliar e agilizar as ações no combate à violência contra a mulher”, afirmou o governador na solenidade, que teve a presença da vice-governadora Cida Borghetti, da secretária da Trabalho e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa, do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ademar Traiano, e deputados estaduais.

Beto Richa lembrou que a primeira Delegacia da Mulher foi criada no governo de José Richa e que nos últimos, já na sua gestão, são seis unidades. “Isso demonstra o respeito do governo estadual às mulheres. Nosso governo é sensível à questão e trata a segurança e assistências das mulheres com prioridade”, disse o governador.

Reequipar

Os novos carros vão para as Delegacias da Mulher de Apucarana, Araucária, Campo Mourão, Cascavel, Cornélio Procópio, Curitiba, Francisco Beltrão, Foz do Iguaçu, Guarapuava, Jacarezinho, Londrina, Maringá, Paranavaí, Pato Branco, Ponta Grossa, São José dos Pinhais, Toledo e Umuarama. Os novos veículos vão fortalecer e reequipar essas delegacias.

De acordo com o secretário da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Wagner Mesquita, as delegacias possibilitam que a mulher se sinta menos temerosa em enfrentar as dificuldades e quebre o silêncio, denunciando o agressor às autoridades. “O Estado não tem medido esforço para combater de forma humanitária, célere e eficaz todas as formas de violência contra mulheres, incluindo os graves casos de assassinato e tráfico de mulheres”, afirmou.

Pacto Nacional

Mesquita destacou que o Paraná aderiu ao pacto nacional para enfrentamento da violência contra as mulheres. “Temos a preocupação na tutela dos direitos da mulher”, afirmou. O secretário disse ainda que os investimentos e o trabalho policial ostensivo tem reduzido cada vez mais os inquéritos policias de violência contra as mulheres. Em Curitiba, houve a redução de 23%. Enquanto em Londrina 30% e em Maringá 14,8%.

Mulheres na Polícia 

Os veículos são de convênio firmado entre o Estado e a Secretaria de Políticas para Mulheres, do Governo Federal. Prevê um total de 27 veículos. Os demais serão entregues pela fornecedora, em breve. O investimento para a aquisição dos veículos é de R$ 880 mil, dos quais R$ 616,9 mil da Secretaria de Políticas para Mulheres e R$ 259,7 mil como contrapartida do Estado do Paraná. Júlio dos Reis, delegado-geral da Polícia Civil, elogiou a atuação das mulheres na corporação e disse que, atualmente, 30% do efetivo policia já é composto por mulheres.

Júlio dos Reis ressaltou o trabalho de combate ao crime contra as mulheres e afirmou que nesta semana 35 homens foram presos acusados desse tipo de crimes. “Estamos combatendo fortemente os crimes contra as mulheres. Isso é fundamental para que consigamos fazer um Paraná mais justo e seguro”, disse.

Coordenadoria

Para sistematizar as atividades de todas essas unidades de proteção à mulher e padronizar procedimentos, o Governo do Paraná estruturou a Coordenadoria das Delegacias da Mulher (Codem) no Estado. Na área da Polícia Científica, os esforços são para proporcionar atendimento humanizado às mulheres vítimas de violência sexual. Em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde, o programa está em expansão para todo o Paraná.

A coordenadora das Delegacias da Mulher, delegada Ana Cláudia Machado, destacou o papel das delegacias especializadas no combate aos crimes contra as mulheres e defendeu a ampliação de novas unidades. “Temos um estudo técnico, com dados estatísticos, que mostram as regiões mais suscetíveis aos crimes. Essas duas novas unidades de Cianorte e União da Vitória serão fundamentais para garantir às mulheres dessas regiões mais segurança e assistência”, disse. Ela afirmou que os novos veículos vão melhorar o trabalho de investigação, dando rapidez no acompanhamento das ocorrências.

Acesse no site de origem: Paraná vai ganhar mais duas Delegacias da Mulher (Bem Paraná – 09/03/2016)