Patrulha Maria da Penha completa um ano com apoio da Defensoria gaúcha (DPRS – 21/10/2013)

.Defensor Público-Geral, Nilton Arnecke Maria, e Dirigente do Nudem, Defensora Pública Jamile Nehmé de Toledo, avaliam atividades do Patrulha (Foto: Arquivo Pessoal/Ascom DPERS)

Defensor Público-Geral, Nilton Arnecke Maria, e Dirigente do Nudem, Defensora Pública Jamile Nehmé de Toledo, avaliam atividades do Patrulha (Foto: Arquivo Pessoal/Ascom DPERS)

Para comemorar um ano de atividades do programa Patrulha Maria da Penha, desenvolvido no Estado para erradicar a violência contra a mulher, a Defensoria Pública, representada pela Dirigente do Núcleo de Defesa da Mulher (Nudem), Defensora Pública Jamile Nehmé de Toledo, participou das atividades de avaliação e diagnóstico do programa, que ocorreu na Academia da Polícia Militar, no sábado (19).

A Patrulha Maria da Penha, que conta com o apoio da Defensoria Pública gaúcha, faz visitas regulares às casas de mulheres com medidas protetivas da Justiça e presta o atendimento pós-delito. Durante o encontro de sábado (19), as mulheres atendidas pelo programa conversaram com Defensores Públicos, Assistentes Sociais e Psicólogos, para avaliar o ano de atividades. “É importante para que haja um contato com as vítimas, facilitando o acesso à informação, para que o atendimento dos próprios Defensores, com relação às vítimas, seja aperfeiçoado, por meio de uma melhor percepção alcançada no encontro”, argumentou a Dirigente do Nudem, Defensora Pública Jamile. “A partir de agora buscaremos reforçar a atuação, dos colegas Defensores, nas comarcas onde a Patrulha atua”, completou Jamile.

A Patrulha já atua em Porto Alegre, Esteio, Canoas e Charqueadas e há previsão de ampliação até 2014. A Tenente-Coronel Nádia Gerhard, Comandante da Patrulha Maria da Penha, destacou que a participação da Defensoria foi muito importante, por meio dessa oportunidade houve uma aproximação entre Patrulha e Defensoria. “A participação da Defensoria foi fundamental para repassar informações às vítimas”, afirmou Nádia.

Presente no evento, a Ministra dos Direitos Humanos, Maria do Rosário, elogiou o acompanhamento e apoio que a Patrulha dá às mulheres vítimas de violência. “É aí que está a inovação. Quando a mulher está em um ambiente de violência tão forte que não basta apenas a primeira denúncia, é preciso o acompanhamento, que a Patrulha faz muito bem”, elogiou. Já o Governador Tarso Genro disse que o Estado revoluciona sua atuação da segurança pública, com outras ações humanitárias, como a Polícia Comunitária.

Presenças

Estavam presentes o Secretário de Segurança Pública, Airton Michels, e a Secretária estadual de Política para as Mulheres, Ariane Leitão, a Subdirigente do Nudem, Defensora Pública Miriane Tagliari, a Defensora Pública de Tramandaí Grazziane Tonel, o Defensor Público, membro do Nudem, Arnaldo França Quaresma Junior, e as estagiárias Julia Escobar e Cynthia Lanes.

Saiba mais

Entre outubro de 2012 e setembro de 2013, a Patrulha já atendeu a 1.971 mulheres, e 537 casos passaram a ser acompanhados de maneira especial. Também foram registradas 216 situações em que a mulher retornou com o companheiro e 109 prisões por descumprimento da medida protetiva. A Patrulha Maria da Penha é inédita no Brasil e vem chamando atenção de outros Estados. Durante o evento, estiveram presentes policiais militares do Ceará, Espírito Santo, Sergipe, Rio Grande do Norte, Paraíba e Maranhão que vieram conhecer de perto o trabalho realizado pelo programa.

Acesse no site de origem: Patrulha Maria da Penha completa um ano com apoio da Defensoria gaúcha (DPRS – 21/10/2013)