Paz em casa: NAV participa de preparativos (TJMT – 16/06/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Os preparativos da 5ª etapa da Campanha Justiça pela Paz em Casa estão se fortalecendo com a parceria com outros entes da administração pública. Neste ano a iniciativa que é desenvolvida pela Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar (Cemulher) e Corregedoria-Geral da Justiça de Mato Grosso (CGJ-MT), será realizada de 15 a 19 de agosto, com o tema “Cabeça de Mulher”.

Em reunião realizada nesta quinta-feira (16 de junho), entre magistrados e a coordenadora do Núcleo de Ações Voluntários (NAV) do Governo do Estado e primeira-dama, Samira Martins, foi apresentado o interesse em realizar atividades conjuntas entre o Judiciário e o Executivo estadual.

“Nosso objetivo é firmar um termo de cooperação com a Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas) para que possamos encaminhar as mulheres vítimas de violência doméstica para cursos de qualificação e inserção em projetos sociais ofertados pelo Governo. Acreditamos que este suporte de capacitação e possibilidade de geração de renda irá favorecer a paz no lar”, resume a líder da campanha e responsável pela Cemulher, desembargadora Maria Aparecida Ribeiro.

Segundo a coordenadora do NAV, o trabalho partilhado entre os poderes traz resultados melhores e mais amplos no combate à violência contra a mulher. “A finalidade dessa parceria é comum para ambos, tanto nós como o Judiciário queremos dar condições mais dignas às mulheres agredidas por meio da orientação e qualificação laboral. Outra preocupação é incentivar a erradicação da violência doméstica no Estado”, destaca Samira.

Para maior alcance do público feminino, Samira Martins sugeriu que na semana da campanha seja realizada uma palestra direcionada às mulheres participantes dos clubes de mães de Cuiabá e Várzea Grande. Assim como a identificação dos bairros da capital mato-grossense que apresentem os maiores índices de violência doméstica, situação que a juíza da 1ª Vara Especializada de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de Cuiabá Ana Cristina Silva Mendes, afirmou que está em levantamento junto à Polícia Militar.

O levantamento servirá para a definição dos bairros que receberão duas ações da Campanha Justiça pela Paz em Casa, uma recomendação da desembargadora Maria Aparecida que, em 2016, quer descentralizar as atividades da campanha.

Outra decisão tomada no encontro de hoje foi a escolha da palestra de abertura do evento, no dia 15 de agosto, que será voltada para praças da Polícia Militar, comandantes regionais e magistrados. A previsão é de que 850 integrantes da força policial participem do evento.

“O público inicial do evento será a polícia porque é o primeiro órgão público a receber as denúncias das vítimas de violência doméstica. Então, eles precisam estar preparados para acolher esta mulher, saber lidar com a situação de maneira a não traumatizar ainda mais esta vítima. Conhecer como efetivamente se dá o ciclo de violência no lar”.

Além da Polícia Militar outras parcerias previstas são: OAB-Mulher, União Cuiabana de Moradores de Bairros (Ucamb), Prefeitura Municipal de Cuiabá, e Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

Em Mato Grosso, a ação é dirigida pela desembargadora Maria Aparecida conta com a participação dos juízes da 1ª e 2ª Varas Especializadas de Violência Doméstica e Familiar contra Mulher de Cuiabá, respectivamente, Jamilson Haddad Campos e Jeverson Luiz Quinteiro, e juíza da 1ª Vara Especializada de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, de Cuiabá, Ana Cristina Silva Mendes.

A campanha nacional foi elaborada pela vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, para promover a cultura de paz nos lares brasileiros.

Viviane Moura

Acesse no site de origem: Paz em casa: NAV participa de preparativos (TJMT – 16/06/2016)