Pesquisa reforça necessidade de desconstruir a cultura do estupro no país (SPM – 21/09/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

A informação de que um em cada três brasileiros considera que a culpa pelo estupro é da própria mulher que sofreu a violência sexual traduz em números a essência da cultura machista que ainda impera no Brasil. A avaliação é da Secretaria Especial de Políticas Públicas para as Mulheres – SPM, do Ministério da Justiça e Cidadania.

Os dados foram divulgados hoje pelo Instituto Datafolha e reforçam a necessidade de mudança nos conceitos que colocam as mulheres em posição de inferioridade em relação aos homens e que impõem controle sobre o corpo e o comportamento das mulheres.

Leia mais: Senadores lamentam resultados de pesquisa sobre estupro (Agência Senado, 21/09/2016)

Nesse sentido, a SPM concentra seus esforços, basicamente, em duas direções: no acolhimento e apoio às mulheres vítimas de violência, por meio da Rede Nacional de Enfrentamento à Violência; e na desconstrução da sociedade machista em que vivemos, na perspectiva de uma convivência igualitária e fraterna entre gêneros.

Da primeira diretriz, fazem parte as secretarias de Segurança Pública, Delegacias da Mulher, Ministério Público, Juizados Especiais, Defensoria Pública, segmentos da sociedade civil organizada e os Governos, nas três esferas de Poder.

Na outra diretriz, as ações buscam a transformação do pensamento coletivo que condena a vítima, da cultura do estupro e dos julgamentos que mantém as mulheres em condições de desigualdade de direitos, por meio da Educação de crianças e jovens, de capacitação das mulheres para o mercado de trabalho e autonomia financeira, do incentivo às mulheres empreendedoras e do empoderamento das mulheres.

A SPM defende que o trabalho de combate aos crimes e preconceitos de gênero são de responsabilidade de toda a sociedade e a escola é instrumento indispensável de transformação, pois a Educação é o meio para a construção de um mundo melhor para as futuras gerações.

Acesse no site de origem: Pesquisa reforça necessidade de desconstruir a cultura do estupro no país (SPM – 21/09/2016)