Pesquisa sobre violência doméstica ouvirá 11 mil famílias no Nordeste (Jornal de Hoje – 29/03/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Onze mil famílias serão visitadas nos próximos dois anos para a pesquisa que mapeará a violência doméstica e familiar contra mulheres. O estudo, realizado no Nordeste, é apontado como o maior da América Latina já produzido sobre o tema. As nove capitais estão incluídas na rota.

A pesquisa é conduzida pela Universidade Federal do Ceará (UFC) em parceria com o Instituto Maria da Penha (IMP). O trabalho deve mapear as diversas formas de violência de gênero, incluindo física, psicológica, moral e sexual. Para o professor José Raimundo Carvalho, coordenador do projeto, a pesquisa deve apresentar números alarmantes. “Muitos dados que temos acesso hoje são antigos ou subnotificados”.

Segundo Regina Célia, vice-presidente do IMP, violência doméstica é uma das que mais causam danos e uma das principais responsáveis pelos números apresentados semana passada pelo Atlas da Violência, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Como O POVO publicou na última quarta, 23, segundo o Ipea, a taxa de homicídios cresceu 11,6% no País quando as vítimas eram mulheres. O dado se refere ao período entre 2004 e 2014.

Acesse no site de origem: Pesquisa sobre violência doméstica ouvirá 11 mil famílias no Nordeste (Jornal de Hoje – 29/03/2016)