PM ajuda mulheres vítimas de violência doméstica em Colniza (Circuito MT – 04/06/2017)

A ronda consiste em um contato direto com a vítima após a ocorrência, com visitas em dias e horários alternados

A Polícia Militar de Colniza (1.065 km de Cuiabá-MT) sob o comando do 2° tenente Hélio Alves Cardoso desde janeiro de 2017 vem desenvolvendo um projeto denominado “Ronda Maria da Penha” voltado para vítimas de violência domestica no município.

Dados do IBGE apontam que anualmente mais de 1 milhão de mulheres no Brasil são vítimas de violência doméstica. O projeto baseado na “Unidade Ronda Maria da Penha do estado da Bahia” foi elaborado e adaptado para o município de Colniza pela soldado PM Claudia Kafer que desde o primeiro mês 2017 está lotada na 11ª Companhia Independente da PM na cidade.

O projeto trata-se de um mapeamento, acompanhamento e monitoramento de casos de Maria da Penha com ênfase nas vítimas que possuem medidas protetivas contra seus agressores.

“A medida protetiva é muito importante para assegurar a integridade física e psicológica da vítima que sofreu á agressão, mas em muitos casos não garante total segurança, que por vezes o agressor continua fazendo ameaças ou tentando reaproximar da vítima.” relatou o tenente Cardoso comandante da companhia.

A soldado Claudia explica que a Ronda Maria da Penha consiste em um contato direto com a vítima após a ocorrência, com visitas em dias e horários alternados, feitas por ela e pelas guarnições de serviço. É feito contato também com o agressor e elaborado uma ficha de atendimento e detectando ameaças e situações atípicas, encaminhamos um relatório ao promotor de justiça de Colniza, Willian Oguido Ogama , que tem apoiado constantemente o projeto.

“Com a divulgação e execução do projeto buscamos diminuir os índices com campanhas preventivas, fazer com que as vítimas sintam maior segurança para denunciarem e  principalmente as que já possuem medida protetiva que não voltem a serem agredidas” concluiu Claudia Kafer.