PM monitora 600 casas em ação de combate à violência doméstica no DF (G1/Distrito Federal – 21/03/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Público-alvo são crianças, adolescentes, mulher e idosos, diz PM. Atualmente, serviço está presente em 11 regiões administrativas

O programa de apoio e acompanhamento a vítimas de violência doméstica da Polícia Militar do Distrito Federal monitora mensalmente 600 residências em que houve denúncias anônimas de agressões. O programa tem como público-alvo crianças, adolescentes, mulheres e idosos.

Leia também: PM monitora residências em ação de combate à violência doméstica, no DF (Agência Brasil – 24/03/2016)

Polícia Militar atende mulher em Ceilândia, no Distrito Federal (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

Polícia Militar atende mulher em Ceilândia, no Distrito Federal (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

O Programa de Prevenção Orientada à Violência Doméstica (Provid) funciona a partir de denúncias. Após recebê-las, uma equipe da PM inicia um processo de acompanhamento da família, realizando visitas periódicas. Atualmente, o serviço está presente em 12 regiões administrativas.

Segundo a corporação, o acompanhamento é feito também às famílias das vítimas. Atualmente, existem cerca de 70 policiais atuando no atendimento de 20 casas por dia.

Taguatinga, Gama, Ceilândia, Samambaia, Sobradinho, Planaltina, Brazlândia, São Sebastião, Santa Maria, Núcleo Bandeirante e Recanto das Emas são as atuais regiões que recebem o programa. Para denunciar casos de violência doméstica, basta discar o número 180. Não é necessário se identificar.

Acesse no site de origem: PM monitora 600 casas em ação de combate à violência doméstica no DF (G1/Distrito Federal – 21/03/2016)