Polícia indicia por feminicídio suspeitos da morte de mãe e filha em Poços de Caldas (EM – 29/06/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Relatório final está sendo encerrado e inquérito será entregue à Justiça nesta segunda-feira. Delegado acredita que as mortes tenham ligação com um ritual de magia negra

A Polícia Civil de Poços de Caldas, na Região Sul de Minas Gerais, vai indiciar Marcos Francisco Pedrilho, de 22 anos, e Carlos Henrique Ramos, de 36, pelo crime de feminicídio. De acordo com o delegado responsável pelo caso, Cleyson Brene, o relatório final está sendo feito e o inquérito será enviado ainda nesta segunda-feira para a Justiça. Os dois são suspeitos de matar Aline Rosa da Silva, 26, e Tamy Caroline da Silva, de 3 anos, por asfixia no dia 20 deste mês. A polícia acredita que o crime tenha ligação com um ritual de magia negra.

Ainda conforme o delegado, nesta manhã foi feita uma acareação entre os dois suspeitos, mas ambos mantiveram os seus posicionamentos sobre o caso. Marcos assume o crime e alega que foi incentivado por Carlos, que por sua vez, nega qualquer envolvimento no caso. De acordo com a Polícia Civil, Marcos, que era marido e pai das vítimas, disse em seu depoimento que mantinha um relacionamento amoroso com Carlos, padrasto de Aline. Ele disse ainda que foi instigado a matar a própria família para manter a relação.

O delegado suspeita que o crime tenha relação com um ritual de magia negra, pois na casa onde os corpos foram encontrados estava um extenso material que fazia alusão a adorações satanistas, além de uma carta escrita com sangue. Na semana passada, os investigadores analisaram informações dos aparelhos de telefônicos do casal para confrontar as informações. Ainda conforme a polícia, o crime de feminicídio prevê 12 a 30 anos de prisão. A dupla vai responder pelas duas mortes, mas o padrasto será indiciado apenas por participação.

O crime aconteceu por volta das 14h de sábado. Conforme o Boletim de Ocorrência, Marcos se desentendeu com a esposa e a agrediu com um golpe no pescoço. A suspeita é de que ele tenha sufocado a mulher até a morte e, em seguida, ter feito o mesmo com a própria filha. Ainda conforme a PM, Marcos colocou os corpos sobre um colchão e os cobriu com um pano. Quando anoiteceu, ele foi até uma unidade da Polícia Militar e confessou o crime. Desde então, ele está preso.

Acesse no site de origem: Polícia indicia por feminicídio suspeitos da morte de mãe e filha em Poços de Caldas (EM – 29/06/2015)