Políticas de enfrentamento à violência contra a mulher no Tocantins são discutidas em audiência pública

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

(Gov/TO – 17/06/2015) Representantes do Governo do Estado e lideranças femininas se reuniram nesta quarta-feira, 17, em audiência pública organizada pela Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Assembleia Legislativa para discutir políticas públicas para as mulheres tocantinenses. Durante a reunião, a governadora em exercício, Claudia Lelis, destacou o trabalho do Executivo em ações de prevenção e combate à violência contra a mulher no Tocantins.

Audiência pública reuniu representantes do Governo e da sociedade civil (Foto: Carlos Eller / Secom)

Audiência pública reuniu representantes do Governo e da sociedade civil (Foto: Carlos Eller / Secom)

Claudia Lelis estava acompanhada da secretária nacional de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher da Presidência da República, Aparecida Gonçalves, e da secretária de Estado da Defesa e Proteção Social, Gleidy Braga, e destacou a importância do trabalho integrado entre os poderes. “O Governo do Tocantins está comprometido em implantar políticas públicas que realmente funcionem e que protejam as mulheres tocantinenses. Nós sabemos que uma rede de proteção e defesa só irá funcionar se todos os poderes instituídos e a sociedade civil se unirem”, disse.

Secretária de Defesa e Proteção Social Gleidy Braga ressaltou fortalecimento das estruturas de gestão (Foto: Carlos Eller / Secom)

Secretária de Defesa e Proteção Social Gleidy Braga ressaltou fortalecimento das estruturas de gestão (Foto: Carlos Eller / Secom)

Pacto em defesa da mulher

A governadora em exercício falou ainda do seu compromisso em elaborar o pacto estadual em defesa da mulher tocantinense, com políticas públicas para as mulheres do campo, a mulher indígena, quilombola, nas áreas de saúde e educação. Ela destacou ainda o comprometimento do Estado em implantar Centros Especializados de Atendimento à Mulher em seis regionais estratégicas do Estado.

A presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Assembleia Legislativa, deputada Amália Santana, que presidiu a reunião, destacou a importância do trabalho do Estado no enfrentamento da violência e na garantia de políticas públicas para as mulheres. “Quero agradecer ao Governo do Estado, em nome da governadora, pelo trabalho que já foi feito nestes seis primeiros meses da gestão. Eu sei do seu desempenho nestes dez dias de governo para avançar ainda mais na garantia das conquistas femininas”, ressaltou.

De acordo com Amália Santana, a reunião é um passo importante dentro do processo da criação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) de Combate a Violência Contra a Mulher na Casa de Leis. “Estamos fazendo um levantamento dos casos de violência para buscarmos saídas”, disse.

Secretária nacional de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher da Presidência da República, Aparecida Gonçalves, fez balanço positivo da visita ao Tocantins (Foto: Carlos Eller / Secom)

Secretária nacional de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher da Presidência da República, Aparecida Gonçalves, fez balanço positivo da visita ao Tocantins (Foto: Carlos Eller / Secom)

Medidas

A secretária Aparecida Gonçalves fez um balanço positivo da visita ao Tocantins. “Nós temos um Governo comprometido, e que estaremos permanentemente aqui para acompanhar e para efetivamente desenvolver as políticas públicas de enfrentamento à violência”, afirmou, ao lembrar que está em andamento a implantação da Casa da Mulher Brasileira, em Palmas, que vai ofertar um atendimento mais amplo à população feminina do Estado.

As atividades acontecem como parte do Pacto Nacional de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres, que consiste em um acordo federativo entre os governos federal, estaduais e municipais para o planejamento de ações que visem à consolidação da Política Nacional de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres, por meio da implementação de políticas públicas integradas em todo o País.

De acordo com Gleidy Braga, as ações desenvolvidas no Estado estão evoluindo no fortalecimento do enfrentamento à violência contra a mulher. “Nós incentivamos que os municípios criem secretarias de mulheres, fortaleçam os conselhos municipais de direito das mulheres, delegacias. Estamos reforçando as estruturas de gestão para que as políticas ligadas às mulheres possam ser executadas”, explicou.

Cláudio Paixão/Secom

Acesse no site de origem: Políticas de enfrentamento à violência contra a mulher são discutidas em audiência pública na Assembleia Legislativa (Gov/TO – 17/06/2015)