Prédio do INPS de Teresina será transformado na Casa da Mulher Brasileira (Cidade Verde – 07/05/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

O prédio do antigo Instituto Nacional de Previdência Social (INPS) localizada no Centro de Teresina deverá ser ocupado pela Secretaria de Política para Mulheres que o transformará em Casa da Mulher Brasileira. A informação é da superintendente de Patrimônio da União (SPU) no Piauí, Ana Amélia Madeira.

Nesta quinta-feira(07) houve uma audiência pública na Câmara de Teresina para tratar da destinação do prédio, que estava cedido para o Banco do Nordeste desde 2010, mas havia desistido de transformá-lo em um Centro Cultural após orçar em R$ 6 milhões a readequação do local.

Com a desistência, o prédio voltou para a SPU e foi formalizada a cessão à Secretaria Nacional de Mulheres. “É um prédio antigo, mas de valor histórico e de localização estratégica, primeiro prédio de andar em Teresina. Mas, ele não corre risco de desabar, foi interditado pelo corpo de bombeiros por conta da ausência de segurança no combate a incêndio e pânico”, destacou Ana Amélia.
Para conservar a estrutura existente, o Banco do Nordeste se comprometeu a devolver as janelas, esquadrilhas e o teto que foram retirados pela construtora contratada que começou a obra, mas depois foi suspensa.

“As medidas são urgentes e o banco está se comprometendo pela reposição das janelas, teto e esquadrias, retirar o entulho e limpeza para depois ser utilizada pela Secretaria das Mulheres”, afirmou.

Ela disse que as sugestões dadas hoje na audiência pública, só poderão ser acatadas caso a Secretaria devolva o prédio e desista de implantar a Casa da MUlher Brasileira no local, mas até agora, é este órgão que é responsável pelo local.

Casa da Mulher Brasileira

A Casa da Mulher Brasileira é uma inovação no atendimento humanizado às mulheres.  Integra no mesmo espaço serviços especializados para os mais diversos tipos de violência contra as mulheres: acolhimento e triagem; apoio psicossocial; delegacia; Juizado; Ministério Público, Defensoria Pública; promoção de autonomia econômica; cuidado das crianças – brinquedoteca; alojamento de passagem e central de transportes.

A Casa, um dos eixos do programa Mulher, Viver sem Violência, coordenado pela Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República,  facilita o acesso aos serviços especializados para garantir condições de enfrentamento da violência, o empoderamento da mulher e sua autonomia econômica. É um passo definitivo do Estado para o reconhecimento do direito de as mulheres viverem sem violência.

Caroline Oliveira

Acesse no site de origem: Prédio do INPS de Teresina será transformado na Casa da Mulher Brasileira (Cidade Verde – 07/05/2015)