Prefeitura de João Pessoa/PB lança aplicativo Elas para mulheres em situação de risco

Um aplicativo pioneiro que poderá até salvar a vida de muitas mulheres, não só de João Pessoa, mas de toda a Paraíba e Brasil foi lançado, na manhã desta terça-feira (PMJP), pelo prefeito da Capital, Luciano Cartaxo, na sede da Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres (SEPPM). O nome do aplicativo é ‘Elas’, ele é gratuito e está disponível, inicialmente, através do Playstore do Sistema Android. Totalmente construído pela PMJP, através dele, as mulheres em situação de risco poderão acionar pessoas de sua confiança, de qualquer lugar, e avisar que precisam de ajuda.

Baixe na Playstore

“Combater a violência contra as mulheres é muito importante. Criamos um mecanismo simples e de fácil acesso e estamos ofertamos às mulheres a condição de terem um instrumento para fazer um alerta de qualquer problema que coloque em risco suas vidas. E o que é mais importante, ele está aberto nacionalmente, ou seja, qualquer mulher de qualquer parte do País que queira, poderá utilizá-lo. Ele é um instrumento muito importante para que as mulheres saiam desta situação de vítimas de violência, que criem coragem para denunciar e contar com o apoio das pessoas de sua confiança para isso”, afirmou o prefeito.

Através do botão do aplicativo, as mulheres poderão acionar automaticamente e de uma vez até cinco pessoas de sua confiança, entre familiares e amigos, que em qualquer situação, quando apertado, receberão a mensagem, via SMS, “Estou em uma situação de risco”. Para utilizar o aplicativo, não é necessário acesso à internet, basta que o celular tenha créditos ou bônus de mensagem. As pessoas que recebem as mensagens também serão informadas da localização de quem enviou a mensagem, facilitando a identificação do local onde a pessoa que pede ajuda se encontra.

A secretária de Políticas Públicas para Mulheres de João Pessoa, Adriana Urquiza, afirmou que a ideia para o desenvolvimento do aplicativo partiu das próprias mulheres durante as audiências do Orçamento Participativo (OP). Toda a tecnologia do aplicativo foi desenvolvida por David Guedes, diretor do Departamento de Produção e Gestão da Informação (DPGI), da Secretaria Executiva da Transparência Pública da PMJP.

“A ideia surgiu das próprias mulheres. Durante as audiências do Orçamento Participativo, fizemos o OP Mulher e recebíamos muitas demandas de mulheres que afirmavam que passavam por muitas situações de perigo e a gente sabe que muitas vezes a polícia demora. Então, ouvindo estas mulheres, dando atenção total às suas reais necessidades, passamos a discutir um aplicativo que pudesse contribuir para combater a violência. Esta é uma ação pioneira, não existe em outras capitais”, afirmou a secretária.

Como funciona – Para baixar a ferramenta é preciso ter internet ou dados móveis no celular, acessar a Playstore do Sistema Android, basta pesquisar “Elas PMJP”. Depois de instalado não é necessário usar conexão, pois o aplicativo funciona via SMS. A primeira tela a ser aberta pelo aplicativo é a de cadastro, onde a mulher insere nome e data de nascimento. Feito isso, o APP abre a tela de Cadastro, nesse campo a mulher vai colocar o nome e telefone de cinco pessoas de sua confiança. Feito isso, o Elas já está pronto para uso e pode acionar o botão de ajuda.

Para enviar mensagens pelo aplicativo não é preciso estar conectado a Internet ou ao 3G/4G do celular, pois as mensagens são enviadas via SMS. Mas é preciso que o celular de quem envia tenha crédito ou bônus de mensagens da operadora. As pessoas que recebem as mensagens são informadas também da localização de quem enviou, facilitando a identificação do local onde a pessoa que pede ajuda se encontra.

Acesse no site de origem: Luciano Cartaxo lança aplicativo ‘Elas’ para ajudar mulheres em situação de risco (Prefeitura de João Pessoa/PB – 23/05/2017)