Prefeitura de Palmas adere ao programa “Mulher, viver sem Violência” (Pref. Palmas – 03/08/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

A Prefeitura de Palmas aderiu ao programa “Mulher, viver sem violência” e doou os terrenos para construção da Casa da Mulher Brasileira e do Núcleo de Atendimento Integrado (NAI. A adesão foi assinada pelo prefeito Carlos Amastha na tarde desta segunda-feira, 03, durante solenidade no Palácio Araguaia, na presença da ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Eleonora Menicucci, e da secretária Nacional de Enfrentamento à Violência Contra as Mulheres, Aparecida Gonçalves.

A Casa da Mulher Brasileira irá atender mulheres vítimas de violência por meio de uma equipe multidisciplinar integrada, composta por representantes de todos os órgãos que atuam nessa área, como o Ministério Público, órgãos do Judiciário, Governo Federal, Estadual e Municipal.

O NAI é um espaço para atender crianças e adolescentes em conflito com a lei. No local, eles serão acolhidos de forma conjunta por profissionais da Saúde, Educação, Justiça, Segurança, Desenvolvimento Social, entre outras áreas.

“Temos que unir forças para combater a violência contra a mulher na Capital, nossas mulheres precisam de propostas sérias e resultados imediatos”, enfatizou o prefeito de Palmas, Carlos Amastha.

A ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Eleonora Menicucci, garantiu, durante a solenidade, enfatizou a importância das obras de construção da Casa da Mulher Brasileira e do NAI. “Faço questão de ver de perto cada obra, temos que ter tolerância zero com a violência contra a mulher” explicou.

Alinhado às diretrizes do projeto, a Prefeitura teve o cuidado de escolher um terreno com boa localização. “A Casa da Mulher Brasileira ficará numa das maiores avenidas da cidade, próximo ao BRT, para facilitar o acesso dessas mulheres a casa”, revela o secretário de Integração Social e Defesa do Consumidor, Tiago Andrino.

Acesse no site de origem: Prefeitura de Palmas adere ao programa “Mulher, viver sem Violência” (Pref. Palmas – 03/08/2015)