Procuradoria pede que STF arquive processo em que Pedro Paulo é acusado de agressão contra ex-mulher (R& – 16/08/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Nesta terça (16), começa a campanha eleitoral e ex-secretário é candidato

Às vésperas de começar a campanha eleitoral, o Procurador Geral da República pediu nesta segunda-feira (15) que o STF (Supremo Tribunal Federal) arquive o processo contra o candidato do PMDB a prefeitura, Pedro Paulo Carvalho. O ex-secretário do prefeito Eduardo Paes é acusado de lesão corporal. O pedido ainda precisa ser avaliado pelo relator do processo, o ministro Luiz Fuix.

Em fevereiro, o Supremo Tribunal Federal autorizou a abertura de inquérito para investigar as agressões do então secretário de governo da Prefeitura contra a ex-mulher, Alexandra Marcondes. Por ser deputado federal, Pedro Paulo tem foro privilegiado e está sendo julgado pelo STF.

Entenda o caso

A ex-mulher de Pedro Paulo Carvalho, Alexandra Marcondes, alegou ter sido agredida por ele duas vezes — em 2008 e 2010 —, histórias que vieram à tona em 2015. Após quase seis anos parado na Deam (Delegacia de Atendimento à Mulher) do Rio, o primeiro inquérito só foi encaminhado para o Ministério Público Federal após o caso vir a público.

Depois da revelação mais recente — relativa a queixa registrada na polícia em 2008 — Pedro Paulo, pré-candidato à prefeitura do Rio pelo PMDB, convocou entrevista à imprensa, em novembro passado, e afirmou que o episódio se deu durante uma briga que pode acontecer com qualquer casal.

— Quem não tem uma briga dentro de casa, não se descontrola, não exagera numa discussão? Somos um casal como qualquer outro, às vezes exagera. Quem não tem isso, essas discussões?

Acesse no site de origem: Procuradoria pede que STF arquive processo em que Pedro Paulo é acusado de agressão contra ex-mulher (R7, 16/08/2016)