Professor é condenado pela morte da mulher (Folha de S.Paulo – 22/08/2014)

Ele confessou crime em 2009; pena é de 20 anos

O professor de matemática Claudemir Nogueira, 49, que confessou ter matado a mulher em 2009, foi condenado nesta quinta-feira (21) a 20 anos de prisão -ele deixou o Tribunal do Júri já preso.

Cabe recurso da decisão.

Mesmo após ter confessado à polícia e à Justiça o crime, ele recebeu pensão por morte do cônjuge do INSS.

Além disso, recebeu salário de professor da rede estadual de São Paulo após confissão a peritos do governo.

Apenas depois de a Folha revelar o caso, em março do ano passado, a pensão e o salário foram cortados.

Nogueira foi condenado pelo homicídio, com dois agravantes: meio utilizado (asfixia) e impossibilidade de defesa. Houve redução da pena devido à confissão do réu.

Segundo o promotor Tomás Busnardo Ramadan, o professor matou a mulher, Mônica el Khouri, então com 37 anos, enquanto ela dormia, em casa, por sentir que ela poderia largá-lo.

A investigação apontou também que o professor havia sacado praticamente todo o dinheiro que o casal possuía em conta bancária.

O juiz Fernando Oliveira Camargo determinou a prisão imediata de Nogueira.

O advogado de defesa do professor não foi localizado pela reportagem após a decisão.

(FT)

Acesse no site de origem: Professor é condenado pela morte da mulher (Folha de S.Paulo – 22/08/2014)