Profissionais do Mais Médicos recebem formação da Rede Lilás (Gov/RS – 14/04/2014)

A Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM), a convite da Secretaria Estadual da Saúde (SES), realizou nesta segunda-feira (15), na Capital, uma oficina de formação sobre a Lei Maria da Penha para médicas e médicos estrangeiros selecionados para atuar pelo programa Mais Médicos. O objetivo é contribuir para o atendimento que as mulheres e meninas recebem nos postos de saúde no Rio Grande do Sul e expandir informações sobre a rede de atendimento à mulher.

Cerca de 300 profissionais do Mais Médicos receberam exemplares da Lei Maria da Penha e da Rede Lilás (Foto: GovRS)

Cerca de 300 profissionais do Mais Médicos receberam exemplares da Lei Maria da Penha e da Rede Lilás (Foto: GovRS)

Ao iniciar a atividade, a titular da SPM, Ariane Leitão, destacou a importância desses profissionais atuarem diretamente nas comunidades do interior. “Muitas vezes, quem trabalha nos postos de saúde são os primeiros a identificar casos de violência contra mulheres e meninas. Estarem cientes de como proceder e para onde encaminhar estes casos faz muita diferença no enfrentamento à violência e no acolhimento destas pacientes”, afirmou. Ariane afirmou que a o Telefone Lilás 0800 541 0803 é a principal ferramenta utilizada pelas usuárias para ingressar na Rede Lilás.

Lei
A secretária falou sobre a Lei Maria da Penha, reconhecida como uma das três melhores leis do mundo, que precisa ser publicizada para as mulheres também nos ambientes de saúde. “Assim como a Rede Lilás, que leva atendimento, informações e orientações para as mulheres de todas as regiões do Estado, entendemos que as médicas e os médicos que serão encaminhados para cerca de 200 municípios gaúchos também cumprem esse papel, de irem para locais onde as políticas públicas ainda apresentavam dificuldade de inserção”.

Durante a atividade, Ariane e a representante da seção de Saúde da Mulher da SES, Mariana Seabra, distribuíram exemplares da Lei Maria da Penha e material informativo da Rede Lilás para os profissionais da saúde. A próxima meta, conforme a titular da SPM, é traduzir essas informações para o espanhol, facilitando a compreensão de como a rede está articulada.

Sobre a Rede Lilás
De forma inédita, o Governo do Estado instituiu a Rede Lilás para articular ações coordenadas junto às instituições de acesso à segurança, à saúde, à educação, à assistência social, ao mundo do trabalho e à justiça visando atender as mulheres e meninas gaúchas em situação de violência.

Trabalhando em Rede, a SPM gaúcha está fortalecendo os espaços municipais específicos de aplicação de políticas públicas para as mulheres (Coordenadorias, Centros de Referência, Casas-abrigo etc.). Está estimulando o atendimento especializado ao público feminino junto à política de assistência social de diferentes cidades, apostando numa forma coletiva de trabalho, com ações interligadas entre os poderes executivo, judiciário e com o apoio do legislativo.

Texto: Luana Mesa
Edição: Redação Secom (51) 3210-4305

Acesse no site de origem: Profissionais do Mais Médicos recebem formação da Rede Lilás (Gov/RS – 14/04/2014)