Profissionais são capacitados para atuar em casos de violência contra a mulher em Barra do Garças (Expresso MT – 02/10/2013)

O objetivo da Rede, em um dos seus eixos, é possibilitar o atendimento da vítima, dos filhos, do agressor e dos demais familiares, quando for observada a necessidade.

O projeto Rede de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher (Rede de Frente) realiza em Barra do Garças, o 2º curso de Capacitação com o objetivo de formar multiplicadores para o trabalho da Rede.

“Teremos a capacitação de todos aqueles que irão trabalhar na Rede. Já realizamos o Projeto Piloto, no dia 11 de abril de 2013, nas dependências do auditório da Promotoria de Justiça em Barra do Garças. Nessa oportunidade, todos os integrantes do Grupo de Trabalho participaram das atividades como palestrantes e ouvintes, para então analisarem-se quais os pontos a modificar para atingir o público alvo da capacitação”, afirma a Defensora Pública Lindalva de Fátima Ramos, Coordenadora do Núcleo da Defensoria Pública em Barra do Garças.

Cerca de 150 profissionais da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Polícia federal, Polícia Rodoviária Federal, Politec, Secretaria Estadual de Educação (Assessoria Pedagógica), Secretária Municipal de Educação, Escolas Particulares, Secretaria Municipal de Saúde, Escritório Regional de Saúde, Faculdades e Universidades participam da capacitação.

“Teremos a capacitação para os professores da rede pública e particular de ensino para saberem como abordar o assunto do enfrentamento da violência com as crianças e adolescentes; para os policiais militares visando humanizar o atendimento à vítima e demais personagens da família quando do atendimento da ocorrência; para os servidores da Saúde em Barra do Garças e Pontal do Araguaia para terem conhecimento de como fazer abordagens e busca ativa das vítimas e seus familiares para receberem orientação e auxílio e um grupo especial para os servidores da Defensoria Pública, Ministério Público, Poder Judiciário e Polícia Civil”, explica a Defensora Pública.

O objetivo da Rede, em um dos seus eixos, é possibilitar o atendimento da vítima, dos filhos, do agressor e dos demais familiares, quando for observada a necessidade.

O grupo entende que não consegue diminuir os índices de violência doméstica apenas defendendo a vítima e realizando campanhas preventivas.

O Grupo de Trabalho para montagem da Rede de Enfrentamento teve início no mês janeiro de 2013, com os primeiros contatos, sendo que em 14 de fevereiro realizou-se a primeira reunião, e daí para cá aconteceram mais 15 encontros/reuniões para chegar-se à formatação final do Projeto.

Na programação temos a área jurídica, social, psicológica, educacional, médica, dentre outras, e uma parte importante que são os debates.

Acesse no site de origem: Profissionais são capacitados para atuar em casos de violência contra a mulher (Expresso MT – 02/10/2013)