Projeto ajuda mulheres que sofrem violência a renovarem a autoestima correndo, por Marcos Paulo Reis (Veja SP – 09/10/2013)

Não é raro ouvir pessoas, especialmente as mulheres, falando sobre a melhora na autoestima depois que começam a correr. Muitas iniciam a atividade física, na realidade, querendo emagrecer. Com foco, disciplina e ajustes na alimentação elas perdem peso e passam a sentir um baita orgulho de si mesmas – isso também por descobrir que são capazes de ir muito além do que imaginavam. Ou seja, esporte e autoestima têm tudo a ver.

Pensando nisso, a promotora de justiça paulistana Maria Gabriela Prado Manssur, coordenadora do Núcleo de Combate à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher – e ótima corredora –, teve uma sacada e tanto: desenvolveu o projeto Corra Pela Vida, que motiva mulheres em situação de violência e vulnerabilidade a praticarem uma atividade física.

Com apoio do Ministério Público de São Paulo, a ideia busca fazer com que essas mulheres redescubram sua força, ganhando confiança para enfrentar os problemas de cabeça erguida. E no próximo sábado (12), ela promove um “treinão” na USP, a partir das 8h, reunindo mais de 120 mulheres em torno da causa, gratuitamente.

Confira o convite da própria Gabi Manssur:

“Resolvemos chamar a atenção por meio de um evento de corrida, para incentivar as mulheres vulneráveis e em situação de violência a se cuidarem mais, a praticarem esportes e resgatarem a autoestima, além de ajudá-las a ver que é possível encarar a vida de frente. Nosso treino na USP, com percurso de 6 quilômetros, conta com a parceria da ONG Projeto Vida Corrida, comandada pela Neide Santos, do Capão Redondo, e será aberto a todos os interessados, que podem se inscrever gratuitamente. Basta enviar um e-mail para [email protected] com nome, contato e número da camiseta. No dia da corrida, será entregue uma camiseta, mediante entrega de um par de tênis usado (em bom estado). Tudo o que for arrecado será entregue às meninas do Vida Corrida. Depois, nos reuniremos para um gostoso café da manhã, com direito a sorteio de brindes, ao lado da USP. Mais informações no blog It Lady. Conto com o apoio e a participação de vocês!”

Marcos Paulo Reis

Acesse no site de origem: Projeto ajuda mulheres que sofrem violência a renovarem a autoestima correndo (Veja SP – 09/10/2013)