Projeto de universidade mapeia violência em cidades do oeste do PA (G1 – 03/07/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Ferramenta está disponível na internet e ajudar evitar ocorrências de crime. Proposta é ajudar órgãos de segurança em Santarém, Almerim e Oriximiná.

Um projeto formado por pesquisadores e acadêmicos da Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA), está mapeando desde 2013 os índices de criminalidade em Santarém e outros três municípios do oeste do estado. O Observatório Criminal do Tapajós (OBCRIT) é uma ferramenta disponível na internet e pode ajudar a evitar que novas ocorrências ocorram na cidade.

A ferramenta possibilita que os internautas acessem informações referentes aos crimes e ao número de ocorrências registradas. Depois de coletadas, as informações são adicionadas ao sistema. O trabalho tem como proposta facilitar a atuação dos órgãos de segurança dos municípios de Santarém, Almerim e Oriximiná.

De acordo com a professor da Ufopa, Jarsem Guimarães, os dados são obtidos através de parcerias entre os órgãos de segurança dos municípios. “Começamos inicialmente com a Polícia Civil e hoje contamos com o apoio também da Polícia Militar e o Centro de Perícias Criminais como o indicador de crimes de homicídios”, explica.

Cada bairro possui um indicador de crimes, sejam contra a pessoa, contra o patrimônio, contra a liberdade sexual, roubos, furtos, estelionato ou tráfico de drogas. Há também indicadores de homicídios, acidentes de trânsito, lei Maria da Penha, dentre outros.

A tecnologia já é utilizada em países como por exemplo, Rússia,  e possui um banco de dados completo e atualizado. “Quando a gente vai tendo esse levantamento do número de criminalidade em cada bairro, é possível criar políticas públicas voltadas para cada região para poder inibir o tipo de crimes, destaca o professor da Ufopa, Tarcísio Lobato.

O OBCRIT é fruto de uma parceria entre a Universidade Federal do Oeste do Pará, (Ufopa), Universidade Federal do Pará (Ufpa) e Universidade do Estado do Pará (Uepa), por meio do projeto Rede Brasil Amazônia de Gestão Estratégica em Defesa, Segurança Pública e Desenvolvimento.

A população poder visualizar aos indicadores no site do Observatório Criminal do Tapajós. O acesso é facil e rápido. “Para visualizar os dados, basta entrar no sistema, usando o endereço eletrônico www.obcrit.com. Basta alguns cliques e já está no site do Obrcrit”, orienta acadêmico da Ufopa, Bruno Machado.

Crimes em Santarém
No crime de roubo, por exemplo, o bairro Centro teve o maior índice. Já quando o assunto é trafico de drogas, o bairro Santarenzinho vem no topo da lista desde 2013, assim como nos casos de violência domestica, em que também lidera o ranking.

Acesse no site de origem: Projeto de universidade mapeia violência em cidades do oeste do PA (G1 – 03/07/2015)