Projeto do MP quer inserir público masculino no enfrentamento à violência doméstica (MPGO – 08/10/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Com o objetivo de integrar o público masculino às ações de prevenção e enfrentamento a violência doméstica contra a mulher, a 63ª Promotoria de Justiça de Goiânia (Núcleo de Gênero) concebeu o Projeto Construindo Possibilidades, que pretende desenvolver ações de conscientização e promover o diálogo com esse contingente da população. Conforme salientado pela promotora Rúbian Corrêa Coutinho, idealizadora da iniciativa, a proposta é levar palestras e orientações sobre a Lei Maria da Penha a locais com grande concentração de público masculino, como canteiros da construção civil, oficinas mecânicas, o setor de limpeza urbana, entre outros segmentos.

Banner de divulgação do projetoO lançamento do projeto acontecerá nesta sexta-feira (9/10), a partir das 7 horas, no canteiro de obras do Shopping Lozandes, no Park Lozandes. Com apoio do Centro de Apoio Operacional dos Direitos Humanos e do Cidadão, a promotora e sua equipe vão promover um espaço de diálogo com os trabalhadores na obra, salientando, em especial, o papel importante que os homens têm a desempenhar no enfrentamento à violência doméstica. A intenção é fazer o público masculino refletir sobre questões como o machismo, o patriarcado, e o envolvimento dos homens em situação de violência. Como pondera a promotora, é importante essa população repensar os mitos que contribuem para a violência doméstica.

Rúbian Coutinho explica que a intenção, com o projeto, é reforçar a atuação preventiva, de forma a evitar a violência doméstica. A iniciativa, observa, pode propiciar uma melhoria nas relações familiares e do comportamento no ambiente familiar, contribuindo para a redução das ocorrências de violência contra a mulher.

Para o lançamento do projeto, o MP conta com a parceria da Construtora Queiroz Silveira, responsável pela obra, e que se sensibilizou pela proposta institucional. Uma cartilha também está sendo concluída, voltada para o público masculino, e será distribuída nas próximas ações.

Texto: Ana Cristina Arruda – Arte: Chico Santos/Assessoria de Comunicação Social do MP-GO

Acesse no site de origem: Projeto do MP quer inserir público masculino no enfrentamento à violência doméstica (MPGO – 08/10/2015)