Projeto Maria vai à Escola recebe Selo por práticas inovadoras (TJRR – 18/12/2018)

A juíza Maria Aparecida Cury, coordenadora das ações de combate a violência doméstica e familiar do Poder Judiciário de Roraima, acompanhada da pedagoga do setor, Aurilene Moura, foi agraciada pelo desempenho no projeto Maria vai à Escola recebendo o “Selo FBSP de práticas inovadoras de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres” do Fórum Brasileiro de Segurança Pública-FBSP. A premiação ocorreu na noite de ontem segunda-feira (17) em São Paulo, no Museu da Casa Brasileira.

O prêmio reconhece as experiências bem-sucedidas desenvolvidas no Brasil inteiro pelas Políticas e órgãos do Sistema de Justiça no acolhimento às vítimas e no enfrentamento da violência de gênero.

Maria vai à Escola também foi destaque esse ano, como finalista na categoria Justiça do “prêmio Viva” inciativa da Revista Marie Claire e Instituto Avon pela vida de todas as mulheres.

Idealizado pela Coordenadoria Estadual da Mulher em situação de Violência Doméstica e Familiar TJRR, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, o projeto Maria vai à Escola implementa para a prevenção e enfrentamento à violência contras as mulheres.

Voltado a alunos do 5° ano do ensino fundamental, o programa já foi aplicado em 17 escolas municipais de Boa Vista, beneficiando 2.200 estudantes. Consiste em oito aulas em que são abordados, em linguagem lúdica e apropriada para a faixa etária, temas relacionados a direitos humanos e desigualdade de gênero, além de informações sobre a Lei Maria da Penha.

Núcleo de Comunicação e Relações Institucionais
Escritório de Comunicação