Projeto vai criar comitês masculinos contra a violência doméstica em SJC (Pref. SJC – 07/08/2014)

O prefeito lançou nesta quinta-feira (7) na Casa do Idoso Centro o projeto “Mil Homens pela Paz – Campanha do Laço Branco”, que é parte das ações da Prefeitura para formar a Rede de Serviços e Cuidados às Mulheres em Situação de Violência Doméstica e Familiar.

No evento, o prefeito aderiu ao movimento pacifista, passando a portar um laço branco na lapela do paletó e convidou um voluntário, o aposentado José Paulino Gomes, de 81 anos, a também integrar o movimento usando o símbolo. Gomes é o pioneiro de um comitê que será formado para obter a adesão de mil homens na Campanha do Laço Branco, que ocorrerá em dezembro.

Após as palestras realizadas na manhã desta quinta-feira, foram desenvolvidas atividades do projeto continuaram no período da tarde, na Casa do Idoso Leste.

“Em pleno século 21 tem gente que acha normal homem bater em mulher e criança, por isso é importante essa conscientização, chamar todos nós, homens, à nossa responsabilidade para convencer outros homens a combater essa violência” disse o prefeito.

O projeto Mil Homens pela Paz prevê nove palestras até 5 de dezembro, com o objetivo de envolver pela primeira vez a ampla participação masculina na organização de atividades de combate à violência contra a mulher e a realização da Campanha do Laço Branco, em 6 de dezembro.

A proposta do projeto é envolver públicos masculinos da Casa do Idoso, membros de SABs (Sociedades Amigos de Bairro), da Secretaria de Serviços Municipais, representantes do Conselho Tutelar, sindicalistas e movimentos sociais, além de policiais militares, guardas municipais e trabalhadores.

“Será uma ação inédita e inovadora levar os próprios homens a organizarem essa campanha”, disse a secretária de Promoção da Cidadania.

O Projeto

A próxima etapa do projeto “Mil Homens pela Paz – Campanha do Laço Branco” será no dia 14 de agosto, com palestras na Casa do Idoso Sul e na Estação de Tratamento da Urbam, no bairro Torrão de Ouro.

O projeto cumpre as diretrizes da Campanha Compromisso e Atitude – Lei Maria da Penha – A Lei é mais forte, comemorada a cada dia 7 de agosto.

Cada ação do projeto inclui palestras com o objetivo de provocar reflexões sobre as razões que levam o homem a usar de violência contra mulheres. O psicólogo Flávio Urra, que fez a palestra de abertura, destacou a importância tratar o tema violência contra a mulher enquanto política pública.

“Um programa municipal de homens pelo fim da violência contra a mulher é um avanço, sinalizando uma mudança de cultura que deixa de valorizar o comportamento violento masculino como um modelo hegemônico, ou seja, que todo mundo quer ser”, disse o psicólogo.

Campanha do Laço Branco

A Campanha do Laço Branco foi criada no final da década de 1980 em Montreal, no Canadá, onde um homem de 25 anos, invadiu uma sala de aula da Escola Politécnica, ordenou que os homens se retirassem, e matou 14 mulheres, suicidando-se, em seguida.

Diante da comoção, um grupo de homens do Canadá passou a portar um laço branco, símbolo de repúdio a qualquer ato de violência contra as mulheres. No Brasil, a Campanha do Laço Branco, integra o calendário denominado “16 dias de Ativismo”.

Acesse no site de origem: Projeto vai criar comitês masculinos contra a violência doméstica em SJC (Pref. SJC – 07/08/2014)