Promotora defende delegacias da mulher funcionando 24h no Piauí (Cidade Verde – 07/06/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

A promotora Amparo de Sousa Paz defende que as delegacias da mulher funcionem 24h por dia no Piauí. Ela, que é coordenadora do Núcleo de Promotorias de Justiça de Defesa da Mulher Vítima de Violência Doméstica e Familiar (Nupevid), participou, nesta terça-feira (7), do 1º Encontro Estadual dos Órgãos Integrantes da Rede de Atendimento às Mulheres em Situação de Violência.

O evento é promovido pela Coordenadoria de Estado de Políticas Públicas para as Mulheres do Piauí (CEPM), o evento, realizado na sede da Agência de Tecnologia da Informação (ATI), tem como objetivo tratar da melhoria na rede de atendimento à mulher vítima de violência.

Na ocasião, a promotora Amparo de Sousa Paz destacou algumas das ações realizadas pelo Nupevid como parte atuante no enfrentamento à violência contra a mulher. Um dos trabalhos desenvolvidos pelo Núcleo é a contínua divulgação da importância da denúncia através do Ligue 180.

“Nós estamos sempre divulgando para que as mulheres denunciem, e como resultado disso, estamos em último lugar em feminicídio. Quanto mais denunciarmos, mais pouparemos a vida da mulher”, afirma a promotora.

Amparo Paz destacou ainda as melhorias que precisam ser feitas na estrutura do atendimento às vítimas. Uma delas é quanto à reforma do prédio da Casa Abrigo, lugar de acolhimento das mulheres que sofreram violência doméstica.

“A situação de lá está caótica: são fossas estourando, banheiros danificados, teto com infiltração e, o mais grave, a falta de segurança. Não tem cerca elétrica funcionando, não tem um policial”, diz Amparo.

Sobre a situação, o Nupevid já formulou um relatório da visita técnica do Ministério Público à Casa Abrigo para que a Promotoria da Fazenda Pública ajuíze a ação necessária. Além da reforma na Casa Abrigo, o Nupevid também está pleiteando a criação de delegacias da mulher com funcionamento 24h.

“Queremos fazer com que o combate à violência contra a mulher se estenda para toda a sociedade. Por isso o Nupevid também realiza parcerias com órgãos, associações e entidades, a exemplo do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil, Fetag, River Atlético Clube e Universidade Estadual do Piauí”, finaliza a promotora Amparo Paz.

Participaram do encontro diversos órgãos componentes da Rede de Atendimento, como a Secretaria Estadual da Saúde, Secretaria Estadual da Segurança, Defensoria Pública do Estado, a vice-governadora Margarete Coelho e o Ministério Público.

Da redação

Acesse no site de origem: Promotora defende delegacias da mulher funcionando 24h no Piauí (Cidade Verde – 07/06/2016)