Quase 1.500 mulheres foram agredidas no primeiro semestre (G1/Sergipe – 15/07/2014)

Quase 1.500 casos de violência contra a mulher foram registrados em Sergipe no primeiro semestre deste ano. Mais de 80% dos casos acabam em medidas proteção para às vítimas.

A movimentação na Delegacia da Mulher é intensa com registros das denúncias feitas por mulheres entre 18 e 59 anos, que chegam e muitas acabam virando inquérito policial.

Neste ano já foram registrados até fim do primeiro semestre 1.465 boletins de ocorrências. A polícia abriu inquérito para investigar a agressão de 612 casos.

Em quase 85% desses inquéritos  foram adotadas medidas protetivas para resguardar a integridade da vítima.

A diferença entre o número de queixas e inquéritos instaurados, é que  nem sempre a vítima autoriza que seja aberto um procedimento.

O combate a violência doméstica contra a mulher vai ganhar reforço no fim deste mês após uma parceria entre o poder Judiciário e o Ciosp que vai integrar as informações sobre as medidas protetivas e os casos de agressão, para aumentar a efetividade da aplicação da Lei Maria da Penha.

Os casos de violência doméstica devem ser denunciados ao Departamento de Grupos Vulneráveis. Existem delegacias na capital, e nas cidades de Estância, Itabaiana e Nossa Senhora do Socorro.

Nas cidades onde não tem o departamento, as denúncias devem ser feitas nas delegacias de polícia, ou através do número 180.

Acesse no site de origem: Quase 1.500 mulheres foram agredidas no primeiro semestre (G1/Sergipe – 15/07/2014)