Quase 99% dos casos de estupro não tem resolução no Piauí (GP1 – 27/01/2017)

A Polícia Científica do Piauí, que compreende os institutos de Criminalística, de Identificação e de Medicina Legal, não possui um laboratório para realização de exames de DNA.

A Polícia Científica do Piauí, que compreende os institutos de Criminalística, de Identificação e de Medicina Legal, não possui um laboratório para realização de exames de DNA. Dessa maneira, a maioria dos casos que demandam dessa estrutura ficam sem resolução. De acordo com o presidente do Sindicato dos Peritos Oficiais do Estado do Piauí (Sindiperitos), Jorge Andrade, quase 99% dos casos de estupro ocorridos no Estado ficam sem resposta.

Ainda segundo Jorge Andrade, já existe um projeto de instalação do laboratório, mas não foi executado. “A situação da Polícia Cientifica do Piauí é caótica, além de termos um dos menores efetivos do país”, declarou.

O Sindiperitos já havia emitido uma nota pública explicando a situação da categoria e da instituição. O presidente do sindicato afirmou que os profissionais [peritos] trabalham em condições insalubres e com estruturas mínimas para atender a demanda de todo o Estado.

Thais Guimarães

Acesse no site de origem: Quase 99% dos casos de estupro não tem resolução no Piauí (GP1 – 27/01/2017)