Recursos obtidos por meio de TACs viabilizam construção de Delegacia Especializada em Barra do Garças (MPMT – 14/03/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Aproximadamente 80% dos recursos utilizados na construção da nova Delegacia Especializada na Defesa da Mulher do município de Barra do Garças foram viabilizados pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso por meio de termos de ajustamento de conduta na área do meio ambiente. Com um custo total de R$ 250 mil, a obra contou, também, com a parceria do Tribunal de Justiça e dos municípios de Barra do Garças e Pontal do Araguaia. A nova sede foi inaugurada na sexta-feira (11).

“O Ministério Público, como instituição que integra a Rede de Enfrentamento à Violência Doméstica Contra a Mulher, sempre teve muito claro a importância da sua atuação na construção desse espaço e na sensibilização da sociedade sobre o papel da mulher. Estamos devolvendo os recursos provenientes de Termos de Ajustamento de Conduta em serviços e estrutura para a sociedade”, afirmou a promotora de Justiça que atua na área da violência contra a mulher, Hellen Hellen Uliam Kuriki.

Leia também: ‘Mazzaropi’ encanta e estimula estudantes a refletirem sobre a temática da violência doméstica contra a Mulher (MPMT – 11/03/2016)

Segundo a presidente da Rede de Enfrentamento e analista assistente social no Ministério Público, Annelyse Cristine Cândido Santos, a estrutura da nova delegacia proporcionará a realização de um atendimento mais acolhedor às vítimas. “A delegacia acaba sendo a porta de entrada da mulher vítima de violência doméstica que, na maioria das vezes, está extremamente fragilizada. A vítima precisa de um atendimento integral, acolhedor e humanizado”, destacou.

A defensora pública Lindalva de Fátima Ramos também ressaltou a importância da nova sede. “Para nós que já atuamos há muito tempo nessa área, a inauguração desta delegacia especializada é a realização de um sonho antigo. Tudo foi feito pensando no acolhimento humanizado. Aqui teremos, inclusive, uma brinquedoteca para as crianças que vierem acompanhadas de suas mães para quebrar um pouco o clima de tensão”, comentou.

De acordo com o delegado regional da Polícia Civil, Adilson Gonçalves de Macedo, três fatores foram preponderantes para a tomada de decisão em relação à construção da delegacia. “No outro espaço que possuíamos, a mulher vítima era ouvida praticamente no corredor, ao lado do agressor. Além disso, o trabalho realizado pela Rede de Enfrentamento passou a encorajar as mulheres vítimas a denunciarem. A capacitação promovida pela Rede junto aos policiais Civil e Militar também contribuiu para esta mudança”, observou.

O delegado regional destacou, ainda, a parceria firmada com o Conselho da Comunidade e a celebração de convênio com a Univar (Faculdades Unidas do Vale do Araguaia) para disponibilização de estagiários dos cursos de Serviço Social e Psicologia para auxiliar os trabalhos na delegacia.

REDE DE FRENTE: Durante a solenidade de inauguração da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, a investigadora da Polícia Civil, Andreia Guirra, tomou posse do cargo de presidente da Rede de Enfrentamento à Violência Doméstica Contra a Mulher de Barra do Garças. “Nós passamos a ter sala própria para a Rede de Enfrentamento aqui na delegacia e o nosso principal desafio será mudar a realidade do IML, tanto na questão estrutural como de atendimento”, adiantou.

Por Clênia Goretth 

Acesse no site de origem: Recursos obtidos por meio de TACs viabilizam construção de Delegacia Especializada em Barra do Garças (MPMT – 14/03/2016)