Rede estadual de Goiás receberá conteúdo sobre violência contra mulher (Tribuna do Planalto – 26/08/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Os alunos da rede pública de ensino passarão a contar com palestras e atividades sobre a igualdade de gênero e respeito à diversidade. A novidade, que deve ser implementada em breve, é fruto de uma parceria firmada no último dia 23, entre a Secretaria de Educação, Cultura e Esporte (Seduce), a Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Goiás (OAB-GO) e a Secretaria Cidadã.
Em reunião com a titular da Seduce, Raquel Teixeira, a presidente da Comissão da Mulher Advogada da OAB-GO, Manoela Gonçalves, apresentou o projeto “Direitos Humanos e Gênero vão à escola”. Também participaram a superintendente Executiva da Mulher e Igualdade Racial, Gláucia Teodoro e a superintendente Executiva de Direitos Humanos, Onaide Santillo, ambas da Secretaria Cidadã.

Foi entregue um documento à secretária que mostra Goiás como o 6º estado do país onde são registrados mais casos de violência doméstica. A meta do projeto é ensinar às crianças e aos adolescentes a importância do combate à violência contra a mulher, distribuindo nas escolas materiais educativos e promovendo atividades paralelas para reduzir os números alarmantes.
Raquel Teixeira elogiou a iniciativa e se colocou à disposição para ajudar a elaborar o plano de ação que contemple as escolas da rede. “Viemos buscar esse apoio da Seduce e a secretária nos recebeu de braços abertos, especialmente porque se trata de um projeto social muito amplo”, comentou Manoela Gonçalves. “Agora o próximo passo é elaborar uma cartilha, que terá a participação da Secretaria, e estudar como vamos iniciar os trabalhos nas escolas”.

Todo o conteúdo será ministrado por advogadas voluntárias ligadas à OAB-GO. “Nós entendemos que somente através da educação é que vamos minimizar a violência doméstica, pois trata-se de um problema cultural”, completou a presidente da comissão. A expectativa é que nessa primeira etapa do projeto sejam visitadas escolas em Anápolis, Goiânia, Itumbiara, Jataí, Porangatu, Rio Verde e Uruaçu.

Acesse no site de origem: Rede estadual receberá conteúdo sobre violência contra mulher (Tribuna do Planalto – 26/08/2016)