Réu é condenado por esfaquear cunhada (TJPA – 30/06/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

A pena aplicada foi de mais 4 anos em regime semiaberto

Por maioria dos votos os jurados da 3ª Vara do Júri de Belém, sob a presidência da juíza Ângela Alves Tuma, votam pela condenação do sapateiro Lucas Emanuel Machado da Silva, de 20 anos, acusado de tentativa de homicídio praticada contra a sua cunhada Gabrielly Nicolly da Silva, que na época do crime tinha 16 anos. A pena aplicada ao condenado foi de quatro anos, cinco meses e dez dias e será cumprida em regime semiaberto.

O promotor de justiça Mário Raul Vicente Brasil sustentou a acusação contra o réu. Na manifestação, o promotor discorreu sobre o crime de tentativa de homicídio ressaltando que a vítima só não morreu por circunstancias alheiras à vontade de Lucas Machado da Silva. No total, a vítima foi atingida com sete perfurações de faca em várias partes de corpo.

A tese apresentada pelo defensor público Rafael Sarges de desclassificação para lesão corporal foi rejeitada pelos jurados.

O crime aconteceu próximo à residência da mãe da vítima, então sogra do réu, por volta das 18h, do dia 3 de agosto de 2014, na passagem Iracema, bairro da Marambaia, em Belém. Nesse dia, o réu foi a um passeio com amigos, chegou embriagado em casa e soube que a sua mulher estava na casa da mãe.

O acusado afirmou que foi até a casa da sua sogra e que teria discutido “em voz alta” com a sua companheira. Durante a briga, ele contou que foi ameaçado pela cunhada com uma faca, que também o expulsou da casa. O réu alegou, ainda, que saiu do local e foi até a casa de parentes, onde se armou com uma faca e foi para um bar. Segundo ele, a cunhada se aproximou dele no bar e ele desferiu as facadas na vítima. Socorrida por parentes, a vítima ficou vários meses sob cuidados médicos.

Fonte: Coordenadoria de Imprensa
Texto: Glória Lima

Acesse no site de origem: Réu é condenado por esfaquear cunhada (TJPA – 30/06/2016)