Rondonópolis poderá ter Delegacia de Defesa da Mulher (ALMT – 15/07/2013)

Dep. Gilmar Fabris – PSD (Foto: Widson Maradona)

O deputado Gilmar Fabris (PSD) indicou, para o município de Rondonópolis, a necessidade do funcionamento da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher durante 24 horas ao dia, em regime de plantão. De acordo com o parlamentar, as mulheres sofrem o maior número de agressões durante o período noturno e nos finais de semanas e feriados, quando o consumo de álcool e drogas ilícitas aumenta.

“Uma Delegacia de Polícia comum atende a todos os tipos de crimes, e no caso de uma especializada dará um atendimento adequado para essas mulheres que, na maioria das vezes, chegam fragilizadas por conta da agressão”, justificou Gilmar, ao apontar ainda a falta de pessoal capacitado para atender as ocorrências. Em Rondonópolis, atualmente, a Delegacia Especializada da Mulher funciona somente em horário comercial e no mesmo local da Delegacia do Idoso e da Delegacia dos Direitos da Criança, o que traz prejuízos no atendimento às mulheres vítima de violência.

Já o registro de ocorrências fora do horário de atendimento é, geralmente, feito no Centro Integrado de Segurança e Cidadania (Cisc), que não tem estrutura adequada para receber essas mulheres. No Brasil, a primeira Delegacia Especializada de Defesa da Mulher surgiu em 1985. Desde essa data, muito foram os avanços, entretanto só com o advento da “Lei Maria da Penha”, esse assunto passou a não ser mais um tabú, aumentando o número de denúncias.

Nesse contexto, o Estado de Mato Grosso tem recebido elogios em todo o país, pela aplicação da referida lei diante do enfrentamento da violência doméstica praticada contra mulheres.

Thiara Raquel Prado/ Secretaria de Comunicação

Acesse no site de origem: Rondonópolis poderá ter Delegacia de Defesa da Mulher (ALMT – 15/07/2013)