São Gonçalo faz Políticas para as Mulheres vítimas de violência (Pref. São Gonçalo – 30/08/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

A violência contra as mulheres é uma realidade e os números assustam. No ano de 2015 através do número 180 (onde são feitas as denúncias de agressão contras as mulheres), foram registrados mais de 360 mil casos de violência em todo país. Deste total, 50,16% casos de violência física; 30,33%, de violência psicológica; 7,25%, de violência moral; 2,10%, de violência patrimonial; 4,54%, de violência sexual; 5,17%, de cárcere privado e 0,46% referiram-se a tráfico de pessoas.

Leia mais:
Atenção: utilidade pública! (O São Gonçalo – 31/08/2016)
SG tem rede de proteção à mulher (O São Gonçalo – 01/09/2016)

Em praticamente metade dos registros (49,54%), o tempo de relacionamento entre vítima e agressor/a é de mais de cinco anos e a maioria das vítimas de violência são mulheres negras. A Prefeitura de São Gonçalo, através da Coordenadoria de Políticas para as Mulheres, realiza um trabalho de acolhimento para essas vítimas e agrega em sua estrutura, programas municipais de enfrentamento à violência contra as mulheres, defesa e garantia de seus direitos, envolvendo ações de prevenção, capacitação, atendimento e monitoramento das ações dedicadas às mulheres.

As mulheres que sofrem algum tipo de violência podem procurar a unidade da coordenadoria que fica localizada na Rua Uriscina Vargas, 36, Mutondo (prédio anexo da Prefeitura de São Gonçalo) e após seu relato serão encaminhadas para o acompanhamento adequado.

O principal objetivo da coordenadoria é uma política pública de atendimento às mulheres em situação de violência de gênero, doméstica e/ou sexual, assegurando acompanhamento continuado por meio das áreas de Serviço Social, Psicologia e Jurídico. As consequências para as mulheres que sofrem violência podem ser graves. Vão da baixa estima e insegurança, agressividade, ansiedade, isolamento, depressão, distúrbios do sono, gravidez indesejadas, abortos, baixa produtividade no trabalho e em alguns casos pode até levar a morte.

Entre os programas da coordenadoria se destacam o Centro Especial de Orientação à Mulher (Ceom) Patrícia Acioli, destinado ao Atendimento às mulheres vítimas de violência doméstica e de gênero; Saúde da Mulher – Articulação com a equipe do Programa de Assistência Integral à Saúde da Mulher de São Gonçalo; Ações de geração de trabalho e renda para a promoção da autonomia econômica da mulher; Feira da Mulher Empreendedora – FEMESG Cultura e lazer – Ações conjuntas com a Secretaria de Cultura e de Esporte e Lazer e Fundação de Arte; Articular ações com a Secretaria de Educação para incentivar e sensibilizar os professores a não adotarem conteúdos e atitudes discriminatórias entre meninos e meninas.

Campanhas

Quem Ama Abraça Fazendo Escola – ações de prevenção e campanhas socioeducativas em defesa de uma educação não discriminatória em parceria com a Secretaria Municipal de Educação.

Outubro Rosa – Câncer de Mama – Ação Conjunta com a Secretaria Municipal de Administração e demais secretarias em Parceria com Empresa AVON.

“São Gonçalo de Mãos Dadas Pelo Fim da Violência Contra a Mulher” – Programação de Sensibilização pelo dia Internacional da Mulher.

“São Gonçalo de Mãos Dadas Pelo Fim da Violência Contra a Mulher” – Dia Internacional da Não Violência Contra a Mulher comemorado no dia 25 de novembro.

Capacitação

Realização do I Curso de sensibilização dos agentes de segurança pública sobre Violência Contra a Mulher em parceria com a Secretaria Municipal de Segurança Pública;

Cursos de sensibilização – Capacitação sob a perspectiva de gênero;

Programa de Capacitação em violência doméstica e de gênero para profissionais que compõem a rede Social de Proteção às Mulheres Vítimas de Violência Doméstica e Sexual de São Gonçalo;

Parceria com o Programa UFF – Mulher da Universidade Federal Fluminense e Pró- Reitoria de Extensão PROEX;
Realização do I Curso de Extensão – Atualização em Gênero e Violência Contra a Mulher- Parceria com o Programa UFF Mulher;

Realização do II Curso de Extensão – Violência Doméstica Intrafamiliar;

O próximo evento será uma Roda de Conversa com o tema: A Saúde Mental da Mulher e será realizado no dia 01 de setembro, às 9h. Informações pelo telefone: 2199-6300 Ramal: 3646.

Acesse no site de origem: São Gonçalo faz Políticas para as Mulheres vítimas de violência (Pref. São Gonçalo – 30/08/2016)