Secretária defende campanhas educativas sobre violência contra a mulher (Tribunal Hoje – 11/11/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Roseane Cavalcante comenta números sobre homicídios de mulheres no Brasil

Secretaria de Estado da Mulher e dos Direitos Humanos (Semdh), comentou os números do Mapa da Violência 2015: Homicídio de Mulheres no Brasil. Para ela, os principais fatores que os provocaram foram a pobreza, a vulnerabilidade e a desigualdade social, a cultura racista e o preconceito.

“É preciso que se realizem campanhas educativas que estimulem o empoderamento e a autonomia econômica para as mulheres, especialmente as vítimas de violência. Com capacitação para o trabalho, educação e acolhimento”, comenta Roseane.

Secretária afirma que o órgão está aperfeiçoando a rede de atendimento

Secretária afirma que o órgão está aperfeiçoando a rede de atendimento (Foto: Adailson Calheiros)

A secretária da Mulher e dos Direitos Humanos afirma que o órgão está aperfeiçoando a rede de atendimento em adequação com o Pacto Nacional de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher e divulgando cartilhas com o conteúdo da Lei Maria da Penha.

“Nossa perspectiva é de mudança desse cenário divulgado pelo Mapa da Violência. Atualmente, o número de mortes envolvendo mulheres vem diminuindo em nosso estado, de acordo com a Secretaria da Segurança Pública. O que é bastante positivo”, diz.

Roseane Cavalcante também destaca a Casa Abrigo. Ela oferece atendimento multidisciplinar às vítimas de violência que busca o resgate da autoestima e a reconstrução da autonomia da mulher.

“Após sofrerem as mais variadas formas de violência doméstica e familiar, elas são condicionadas a buscar uma proteção legal amparada pelo Estado, que deve proporcioná-las toda uma estrutura necessária para que esta fragilidade seja minimizada ou, quem sabe, superada. Já temos Casas Abrigo em dois municípios: Arapiraca e Maceió”, explica a secretária.

UNIDADE MÓVEL

A Semdh possui um serviço com atendimento com psicólogo, assistente social e assessor jurídico. O objetivo da Unidade Móvel é a prevenção e a conscientização dos direitos das mulheres vítimas de violência doméstica e o rompimento do ciclo de violência contra a mulher.

ENCONTRO

Na próxima sexta-feira (13), a partir das 9h da manhã, a secretária Roseane Cavalcante participará, na Assembleia Legislativa do Estado (ALE) de uma audiência para debater os números apresentados pelo Mapa da Violência 2015: Homicídio de Mulheres no Brasil.

A proposta é uma articulação da Semdh, da Secretaria de Segurança Pública (SSP), da Secretaria de Estado da Assistência e do Desenvolvimento Social (Seades), Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) e da Secretaria de Estado de Prevenção Social à Violência (Seprev), em parceria com a ALE.

Carlos Amaral – Colaborador / Tribuna Independente

Acesse no site de origem: Secretária defende campanhas educativas sobre violência contra a mulher (Tribunal Hoje – 11/11/2015)