Segup esclarece caso de agressão contra estudante de Medicina (Gov/Pará – 13/04/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Sobre o caso da agressão sofrida pela estudante de Medicina Myriam Ruth da Silva Magalhães, a Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social esclarece:

A Polícia Civil já apura o caso de denúncia de agressão sofrida pela estudante Myriam Ruth da Silva Magalhães, de 22 anos, ocorrida no último domingo, 10, no “Toca Restô Bar”, localizado na avenida Braz de Aguiar. A apuração será em duas frentes: uma com a instauração de inquérito para investigar a violência sofrida, e a outra, desenvolvida pela Corregedoria Geral da PC, a fim de esclarecer o não atendimento à ocorrência pela delegada de plantão da Divisão Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM).

A Diretoria de Atendimento a Grupos Vulneráveis, da Delegacia Geral de Polícia Civil, determinou na manhã desta quarta-feira, 13, que a DEAM apure o caso por se tratar de violência de gênero, independentemente do local onde a vítima sofreu a violência. A jovem foi contatada pela direção da DEAM, que já toma providências no âmbito de Polícia Judiciária para apurar o crime.

Da mesma forma, a Polícia Militar também apura a postura da guarnição que esteve no estabelecimento comercial na noite do episódio, e que supostamente não atendeu à ocorrência de agressão. Contudo, de acordo com informações colhidas junto aos militares que atenderam ao chamado, a jovem teria sido orientada a se dirigir a uma delegacia para fazer o Boletim de Ocorrência, já que a mesma não conhecia e nem sabia a identidade do agressor, que já havia deixado o local.

A Fundação Pro Paz já entrou em contato com a vítima para inseri-la prontamente na rede na rede de atendimento psicossocial disponibilizada pelo Estado para as mulheres vítimas de violência.

Acesse no site de origem: Segup esclarece caso de agressão contra estudante de Medicina (Gov/Pará – 13/04/2016)