Semana “Justiça pela Paz em Casa” chega à Zona Norte de Natal (TJRN – 06/08/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

No seu quarto dia de ações em defesa da mulher vítima de violência doméstica, a Semana “Justiça pela Paz em Casa” chega à Zona Norte de Natal, com atividades sendo desenvolvidas nas instalações do Centro Educacional Dom Bosco (CEDB), localizado no Bairro Gramoré. No local, foram realizados atendimentos do plantão jurídico, da Defensoria Pública, CRAS e atividades como circuito saúde, exame clínico das mamas e palestras para os alunos, pais e comunidade.

Leia também:
Parque da Cidade sedia ações da Semana “Justiça pela Paz em Casa” (TJRN – 05/08/2015)
Campo Grande recebe atividades da Semana da Justiça Pela Paz em Casa (TJRN – 05/08/2015)

Com o início das ações previsto para às 8h, desde às 6h já havia mulheres buscando atendimentos, tanto na Unidade de Atendimento Móvel dos Juizados Especiais, como nas salas de atendimento jurídico.

Segundo a juíza Fátima Soares, a Zona Norte foi contemplada porque apresenta um alto índice de violência doméstica. A coordenadora estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar explica que a situação da mulher na Zona Norte é bem precária e que precisa de um olhar especial.

A defensora pública Ana Lúcia Raymundo considera a Semana “Justiça pela Paz em Casa” como fundamental porque a violência que está sendo combatida é invisível, pois é muito difícil de ser exposta. “As pessoas têm vergonha de expor e quanto mais se buscar ações como esta, e não somente se falar, se estudar, a gente vai conseguir tirar mais mulheres da situação de violência em que vivem”, comentou.

A programação foi aberta com o “Bom Dia Dom Bosco”, que foi uma solenidade religiosa na igreja, com a participação dos próprios alunos do Centro Educacional Dom Bosco e sendo dirigida pelo diretor, padre Leoni Nascimento.

A maior parte da população, que é carente, busca tirar dúvidas, e recebe o atendimento do circuito de saúde, visita a feirinha da economia, participa de palestras, obtém orientações sobre a Lei Maria da Penha. A Defensoria Pública, juntamente com a comunidade universitária, oferece os serviços de atendimento jurídico.

Parceria

O Centro Educacional Dom Bosco foi escolhido para ser um dos parceiros do Poder Judiciário, tendo um trabalho estruturado reconhecidamente sério e também em virtude das comemorações dos 200 anos da congregação salesiana.

Como no CEDB já existe uma estrutura organizada que ofereceu o apoio necessário, o serviço lá desenvolvido está sendo fecundo, uma vez que as mães dos alunos se disponibilizaram a participar, juntamente com a igreja e toda a comunidade religiosa durante toda a Semana.

O diretor do Centro, padre Leoni José do Nascimento, disse que a parceria feita com o Poder Judiciário faz valer o lema deixado por Dom Bosco, que é ensinar e cuidar dos jovens e dos homens e mulheres. “Para ser um bom cristão e um honesto cidadão é preciso abraçar um projeto que leve a tal caminho, que ajude no crescimento e no desenvolvimento. Então nada melhor do que esta parceria, este trabalho em conjunto para fazer fazer esse lema”, comemorou.

Atividades

Entre as atividades desenvolvidas ao longo da manhã, apresentações culturais, com grupo de capoeira, banda de música, grupos de dança, como o Grupo de Dança da UERN, formado por mães dos alunos que apresentaram danças folclóricas. O SESC, também parceiro do Poder Judiciário, disponibilizou uma instrutora para levar esporte e lazer para os alunos.

A feirinha da economia é composta de mulheres que fazem parte de uma associação, que confeccionam os produtos cuja renda é toda revertida para elas em forma de cooperativa solidária. A juíza Fátima Soares disse que este tipo de trabalho ajuda a levantar a autoestima dessas mulheres que estão fora do mercado de trabalho. “Elas podem trocar experiências, como sendo pares e enfrentando os mesmos problemas, elas conversam e também têm condições de sair de uma crise se sentindo valorizada”, comentou.

Saiba mais

O Centro Educacional Dom Bosco é uma instituição sem fins lucrativos que está presente no bairro Gramoré há 27 anos e tem a finalidade de acolher crianças de 6 à 14 anos, pré-adolescentes de 14 aos 18 anos, jovens dos 18 aos 30 anos e os pais destes destinatários. O atendimento acontece de segunda à sexta-feira, no horário da manhã e da tarde, no contra turno do horário escolar.

No CEDB eles recebem reforço escolar e momentos de recreação, e orientações, com uma turma em cada turno. O Centro atende a um total de 1.400 alunos, entre crianças, adolescentes, jovens e seus pais, sendo 800 crianças e jovens no serviço de oratório (projeto social de assistência de vínculo). Também há a formação de jovens aprendizes que são enviados para diversas empresas que somam para a obra da instituição, como o Banco do Brasil, para assistir e acompanhar esses jovens.

O lugar também oferece cursos profissionalizantes de costura, panificação, montagem e manutenção de microcomputadores para os jovens e seus pais, além de outros pequenos projetos que são desenvolvidos junto à SETHAS, SESC E Senai que enviam educadores para desenvolverem os projetos durante todo o ano. Ao final dos cursos, os alunos já formados são encaminhados ao mercado de trabalho.

Acesse no site de origem: Semana “Justiça pela Paz em Casa” chega à Zona Norte de Natal (TJRN – 06/08/2015)