Prefeitura de São José dos Campos/SP realiza Seminário Compromisso e Atitude (Pref. SJC – 19/02/2014)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone
O seminário reuniu autoridades civis e militares na manhã desta quarta-feira (19) (Foto: Alan Batista/PMSJC)

O seminário reuniu autoridades civis e militares na manhã desta quarta-feira (19) (Foto: Alan Batista/PMSJC)

Realizado pela Prefeitura de São José dos Campos, o seminário “Compromisso e Atitude – Lei Maria da Penha: a lei é mais forte” reuniu autoridades civis e militares na manhã desta quarta-feira (19), na Secretaria de Promoção da Cidadania.

Durante o evento, a Coordenadoria Especial de Políticas para Mulheres apresentou o modelo de política adotado pela Prefeitura para o enfrentamento à violência contra as Mulheres, em parceria com o Governo Federal, para a construção da Rede de Serviços às Mulheres em situação de violência doméstica e familiar.

Para a psicóloga Ana Paula Navarro, especializada em redes de cooperação pela construção de uma cultura de paz, não basta ter conceitos, teorias e números. “É preciso ter experiências significativas e colocá-las em prática para gerar resultados, e o trabalho da coordenadoria é essencial para a construção dessa rede efetiva de enfrentamento à violência contra a mulher,” disse a psicóloga.

A delegada de Defesa da Mulher, Renata Lourenço Costilhas, destacou que o trabalho de formação e informação realizado pela Prefeitura é muito importante para a promoção da cidadania e para a criação da rede de cuidados às mulheres. “Isto porque, muitas não sabem nem que tem o direito de recorrer a algum órgão quando são vítimas de qualquer tipo de violência”, afirmou.

O seminário integra a etapa de formação para a criação efetiva da Rede de Serviços e às Mulheres em situação de violência doméstica e familiar, que envolve o governo e a sociedade civil. Participaram representantes dos governos municipal e estadual, Polícia Militar, Polícia Civil, Delegacia de Defesa da Mulher, Guarda Civil Municipal, Igreja Católica e organizações sociais, como o Centro Dandara de Promotoras Legais e SOS Mulher.

Acesse o site de origem: Seminário apresenta modelo de rede de combate à violência contra mulheres (Pref. SJC – 19/02/2014)