Seminário debate violência de gênero contra a mulher (MPMA – 22/07/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Com o apoio do Ministério Público do Maranhão (MPMA), foi realizado na noite desta quinta-feira, 21, no auditório do Fórum de São Luís, o seminário “Violência de gênero na sociedade contemporânea: como enfrentá-la”. O evento foi promovido pelo Poder Judiciário em parceria com o Ministério Público, Associação do Ministério Público do Maranhão (Ampem) e Escola Superior do Ministério Público (ESMP).

O seminário faz parte da “I Semana Estadual de Valorização da Mulher”, iniciada na última quarta-feira, 20, e que se estenderá até o dia 27 de julho. O objetivo é mobilizar a sociedade contra a violência doméstica, divulgando informações sobre os direitos das mulheres, além de estimular o debate nas instituições e entre membros do sistema de justiça maranhense.

DSC 0656 reduz

O procurador-geral de justiça, Luiz Gonzaga Martins Coelho, destacou que a cultura machista precisa ser combatida e transformada em uma nova postura em relação às mulheres, respeitando seus direitos em sua integralidade. Ele enfatizou, ainda, que, diante de um cenário desfavorável às mulheres em nosso país, a união de instituições é um caminho para fortalecer as ações de defesa do público feminino, especialmente das vítimas de violência.

Gonzaga lembrou que a campanha “Maria da Penha em Ação”, desenvolvida pelas Promotorias de Justiça de Defesa da Mulher de São Luís está no quarto ano consecutivo e é um exemplo do trabalho realizado para valorizar as mulheres e combater a violência doméstica.

“O Ministério Público sempre estará presente nesse tipo de iniciativa, pois a valorização da mulher e o combate à violência é uma bandeira de nossa instituição. Precisamos avançar e combater o machismo e a cultura do estupro que oprime a mulher”, afirmou o chefe do MPMA.

No mesmo sentido, a presidente da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica (Cemulher) do Tribunal de Justiça do Maranhão, desembargadora Angela Salazar, afirmou que, apesar do advento da Lei Maria da Penha e da Lei do Feminicídio, a violência é crescente e ainda é vista como algo natural. “Precisamos de um novo olhar e aplicação de políticas públicas para combater a violência”.

Já o presidente do Tribunal de Justiça, Cleones Cunha, falou sobre a subjugação feminina em uma sociedade patriarcal e as consequências históricas ainda presentes. “A mulher convive com o lado mais cruel na sociedade e em casa. Na sociedade, pela cultura do estupro e, em casa, pela violência doméstica”.

O evento teve prosseguimento com a apresentação da palestra “Gênero e violência contra a mulher: discutindo a cultura do estupro”, ministrada pela professora e mestre em Direito Tuanny Soeiro.

AUTORIDADES

Participaram da mesa solene do evento o desembargador Jamil Gedeon, a secretária Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial do Governo Federal, desembargadora aposentada Luislinda Valois, a secretária de Estado da Mulher, Laurinda Pinto, e o defensor-público-geral Werther Lima Junior.

Também estiveram presentes no evento o vice-presidente da Ampem, Gilberto Câmara, e a diretora da ESMP, Ana Teresa Silva de Freitas.

Redação: CCOM-MPMA

Acesse no site de origem: Seminário debate violência de gênero contra a mulher (MPMA – 22/07/2016)