Serviço de Atenção à Mulher atendeu quase 700 vítimas de abuso em 2014 (G1 – 06/07/2015)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Números apontam que casos de estupro são frequentes no estado do Piauí. Maior parte das vítimas é composta de crianças ou adolescentes.

O Serviço de Atenção às Mulheres Vítimas de Violência Sexual (Samvis) atendeu somente no ano passado 662 vítimas de abuso sexual no Piauí. Desse total, 79% das vítimas eram crianças ou adolescentes e na maior parte dos casos os acusados eram familiares. Os números mostram que os casos são crescentes em todo o estado.

A diretora do Samvis, Alzenir Moura Fé, afirma que os dados são bastante preocupantes e pede que as vítimas desse tipo de violência denunciem. Segundo ela, as vítimas devem procurar uma unidade do Serviço de Atenção às Mulheres localizadas em sete cidades do estado.

“Toda vítima de violência sexual deve procurar em até 72 horas um serviço de atenção para receber a medicação e evitar doenças como hepatite, sífilis, gonorreia, AIDS. Se a mulher tiver em idade fértil, que também possa receber a contracepção de emergência com vistas a evitar a uma gravidez resultante daquele estupro”, falou.

No Piauí, as sete unidades do Samvis estão localizadas nas cidades de Teresina, Parnaíba, Picos, Floriano, Bom Jesus, São Raimundo Nonato e Corrente. Os municípios com o maior número de registros de estupro no estado foram Altos, Água Branca, Barras e Barro Duro.

Acesse no site de origem: Serviço de Atenção à Mulher atendeu quase 700 vítimas de abuso em 2014 (G1 – 06/07/2015)