Smartphone socorre mulheres ameaçadas (TJPA – 29/08/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

SOS Mulher é resultado de parceria entre TJPA e Prefeitura de Belém

A Prefeitura de Belém entregou ao Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJPA), nesta segunda-feira, 29, os 30 primeiros smartphones que serão utilizados como mais uma ferramenta no combate à violência contra a mulher. O SOS Mulher é um sistema de segurança preventiva para assegurar direitos de mulheres que estão sob medida protetiva da Justiça.

“O smartphone que agora será entregue, descortina novo e confortador momento em todo o conjunto de procedimentos destinados a proteger a mulher em todos os momentos em que esteja exposta a ser agredida. A utilização desse aparelho proporcionará mais tranquilidade contra a aproximação ameaçadora de agressores”. disse a desembargadora Elvina Gemaque Taveira, que dirige a Coordenadoria de Mulheres em Situação de Violência Doméstica e Familiar. Ela representou na reunião o desembargador presidente do TJPA, Constantino Augusto Guerreiro.

Desa. Elvina Gemaque Taveira, representando o presidente do TJPA, em discurso na abertura da reunião para entrega dos smartphones (Foto: null / Ricardo Lima/TJPA)

Desa. Elvina Gemaque Taveira, representando o presidente do TJPA, em discurso na abertura da reunião para entrega dos smartphones (Foto: null / Ricardo Lima/TJPA)

Noemi Barbosa, da Coordenadoria da Mulher de Belém (COMBEL), destacou que o aplicativo auxiliará todos os parceiros do projeto a trazer segurança e força às mulheres, para reduzir a violência, e até a morte de muitas delas. A expectativa é que sejam distribuídos, ao todo, 300 aparelhos com o aplicativo SOS Mulher, 100 por ano.

O inspetor geral da Guarda Municipal de Belém, Comandante Almir Augusto Ferreira da Silva, explicou que a mulher, de posse do smartphone com o aplicativo, com apenas três toques aciona a Guarda Municipal, tanto na central de monitoramento, quanto nas guarnições de rua. “Através de localização por georreferenciamento, o atendimento será feito no menor tempo possível; para tanto, a guarda municipal já foi equipada com mais 16 motos que irão atender o SOS Mulher”, afirmou o inspetor geral.

Sandro Peixoto, coordenador do SOS Mulher, explicou que, além do armazenamento no aparelho, as informações são enviadas para a central de monitoramento e gravadas, ou seja, mesmo que o aparelho seja danificado, as informações não se perdem, e além de saber o que está acontecendo com a vítima, os dados ainda podem servir de prova processual.

Representando o prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho, o presidente da Companhia de Informática do Município de Belém (CINBESA), José Régis Júnior fez a entrega dos aparelhos à desembargadora Elvina Gemaque Taveira. Presentes à entrega também, o juiz auxiliar da Coordenadoria de Mulheres em Situação de Violência Doméstica e Familiar, Otávio Albuquerque, e Nilce Longui Ramôa, secretária de informática do TJPA, além de outros membros da Guarda Municipal de Belém.

Fonte: Coordenadoria de Imprensa
Texto: Martha Lucia Rios
Foto: null / Ricardo Lima/TJPA

Acesse no site de origem: Smartphone socorre mulheres ameaçadas (TJPA – 29/08/2016)