SPM e MDS reforçarão autonomia econômica de usuárias da Casa da Mulher Brasileira (SPM-PR – 20/02/2014)

A inclusão produtiva de mulheres em situação de violência, que serão futuramente atendidas na Casa da Mulher Brasileira, é um dos objetivos de uma aproximação entre a Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR) e o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), por meio da Secretaria Extraordinária para Superação da Extrema Pobreza. Os órgãos articulam fluxo de atendimento na área de Autonomia Econômica nas 26 Casas da Mulher Brasileira, um dos eixos do programa ‘Mulher, Viver sem Violência’.

Na reunião, a diretora-adjunta da Secretaria Extraordinária para Superação da Extrema Pobreza, Margarida Munguba Cardoso, salientou o caráter estratégico das políticas e dos programas do governo federal. “A articulação entre as diversas políticas existentes é um ponto forte nas ações de inclusão produtiva. O Pronatec/Brasil Sem Miséria oferece oportunidades de acesso ao trabalho e renda”, disse Margarida.

O encontro aconteceu na última sexta-feira (14/02), em Brasília. Na ocasião, a secretária de Políticas do Trabalho e Autonomia Econômica das Mulheres, Tatau Godinho, destacou a articulação em busca de parceiros que já atuam no fortalecimento econômico das mulheres. “É com o poder de decisão sobre suas próprias vidas e autonomia econômica que as vítimas da violência machista conseguem mudar o curso das suas histórias”, apontou a secretária da SPM.

Ao longo dos dois últimos meses, foram mobilizados o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresa (Sebrae), o Serviço Social da Indústria (Sesi) e a Secretaria da Micro e Pequena Empresa. “A receptividade desses órgãos tem sido imediata, pois compreendem o potencial produtivo das mulheres e há, em comum, o propósito de se somar ao ‘Mulher, Viver sem Violência’, que enfrenta uma realidade cruel que vulnerabiliza mais da metade da população brasileira”, completou Tatau Godinho.

Distribuição de riquezas – A Secretaria Extraordinária para Superação da Extrema Pobreza coordena as ações e a gestão do Plano Brasil Sem Miséria, visando à elevação de renda e à promoção de melhorias nas condições de vida da população. Um dos eixos do Plano Brasil Sem Miséria é a inclusão produtiva. Este eixo tem como objetivo gerar renda e ocupação por meio de vários programas e ações de incentivo para qualificação profissional e de capacitação. Dentre suas iniciativas estão: o Pronatec, a ampliação da política de microcrédito (Programa CRESCER) e a promoção de ações de incentivo ao microempreendedorismo e à Economia Popular e Solidária.

Comunicação Social
Secretaria de Políticas para as Mulheres – SPM
Presidência da República – PR

Acesse o site de origem: SPM e MDS reforçarão autonomia econômica de usuárias da Casa da Mulher Brasileira (SPM-PR – 20/02/2014)