SPM vistoria as obras da Casa da Mulher Brasileira de Curitiba (PR) (SPM – 16/02/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

A secretária de Enfrentamento à Violência da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Aparecida Gonçalves, acompanhada de representantes dos órgãos públicos que irão prestar serviços na Casa da Mulher Brasileira de Curitiba (PR), fizeram, nesta segunda-feira (15/02), uma visita técnica ao local, no bairro Cabral.  O equipamento vai reunir uma série de serviços públicos de atendimento à mulher em situação de violência na cidade. A obra está em fase final e a previsão é que a Casa comece a funcionar ainda no primeiro semestre deste ano.

Participaram da visita o presidente do Tribunal de Justiça do Paraná, desembargador Paulo Roberto Vasconcelos; o procurador Olympio de Sá Sotto Maior Netto, coordenador do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Proteção aos Direitos Humanos, do MP-PR; e a titular da Delegacia da Mulher, delegada Samia Coser. O grupo foi recebido pela secretária municipal da Mulher, Roseli Isidoro, cuja pasta ficará responsável pela gestão do espaço.

O presidente do TJ disse ter ficado impressionado com a obra, de aproximadamente 4 mil metros quadrados, que vai abrigar os serviços de acolhimento psicossocial prestado pela Prefeitura de Curitiba, por meio de psicólogos, assistentes sociais e educadores sociais; do Ministério Público e da Defensoria Pública, além de um núcleo do Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher do Tribunal de Justiça do Paraná.

Também funcionarão no espaço uma brinquedoteca, alojamento de passagem e uma central de transportes que facilitará o encaminhamento das mulheres em situação de violência na busca por serviços externos. O Centro de Operações da Patrulha Maria da Penha, da Guarda Municipal de Curitiba, também funcionará dentro da Casa da Mulher Brasileira.

A Casa da Mulher Brasileira, que vai funcionar sob a gestão administrativa e operacional do Município, é fruto de parceria com o governo federal, por meio do programa nacional Mulher Viver Sem Violência da SPM, e representa um investimento de R$ 10 milhões. Atualmente as obras estão em fase de acabamento e implantação de instalações na parte externa do prédio.

Segundo a secretária da Mulher de Curitiba, Roseli Isidoro, a ideia da visita técnica é de fazer com todos os órgãos que irão integra a Casa conheçam como ela irá funcionar. “A cada fase de conclusão da obra aumenta nossa expectativa e a responsabilidade. E é do nosso interesse que todos participem  acompanhem o andamento do projeto, para saberem de fato que a obra está em andamento e como a Casa vai funcionar”, diz.

Assessoria de Imprensa de Prefeitura de Curitiba 

Acesse no site de origem: SPM vistoria as obras da Casa da Mulher Brasileira de Curitiba (PR) (SPM – 16/02/2016)