Subsecretária apresenta ao Codesul ações do governo do MS para combater violência contra mulheres (Gov/MS – 31/08/2016)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

A subsecretária de Políticas para Mulheres do Governo do Mato Grosso do Sul, Luciana Azambuja, apresentou hoje (31), em Curitiba, na reunião do Conselho de Desenvolvimento e Integração Sul (Codesul), os programas e ações do Executivo para enfrentar a violência contra as mulheres no Estado. O encontro foi aberto pelo governador Beto Richa (PSDB) e pela primeira-dama e secretária da Família e Desenvolvimento Social do Paraná, Fernanda Richa.

A reunião foi convocada pela Comissão Permanente de Políticas Públicas para Mulheres do Codesul, do qual fazem parte representantes dos governos do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul. Luciana Azambuja falou do trabalho que vem sendo realizado pelo governo para reduzir a violência contra as mulheres no Estado, com destaque para o Agosto Lilás, mês em que foram desenvolvidas uma série de atividades para celebrar os dez anos da Lei Maria da Penha, estimular as denúncias de violência contra as mulheres e, também, conscientizar a população masculina sobre a gravidade da violência doméstica no MS.

O governador Beto Richa participa da abertura da Reunião do CODESUL, de Política para Mulheres. Participaram: secretária da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa, secretária Nacional de Assistência Social, Maria do Carmo Brant de Carvalho, secretária de Políticas Sociais do Rio Grande do Sul, Maria Helena Sartori, Primeira Dama de Santa Catarina, Maria Angélica Colombo e secretári de Políticas Públicas para as Mulheres do Mato Grosso do Sul, Luciana Azambuja Silva.
Curitiba, 31-08-16.
Foto: Arnaldo Alves / ANPr.

Luciana contou na reunião que durante todo o mês de agosto foram realizadas várias ações educativas em todo o Estado, ressaltando a importância, para o sucesso da campanha, das parcerias que foram desenvolvidas com o Tribunal de Justiça, Defensoria Pública, Assembleia Legislativa, Detran, prefeituras municipais, entidades da sociedade civil e de classe, entre outras. A subsecretária também ressaltou a decisão do governo do Mato Grosso do Sul de levar, de forma inédita, informações sobre a Lei Maria da Penha para mulheres com deficiência visual, auditiva e mulheres das etnias guarani e terena.

“Chamou muito a atenção dos integrantes da comissão este modelo de parcerias que fizemos no nosso estado para tratar da violência contra as mulheres e, particularmente, o programa Maria da Penha vai à Escola. A iniciativa despertou muito interesse nas equipes que participaram da reunião e vai inspirar projetos semelhantes nos outros estados do Codesul”, ressaltou Luciana.

A secretária da Família e Desenvolvimento Social do Paraná, Fernanda Richa, afirmou que a iniciativa de conhecer as propostas dos outros estados do Codesul vai contribuir para melhorar as políticas para mulheres no Paraná. “Buscamos saber o que os outros estados estão desenvolvendo, de que forma isso está acontecendo, como nós podemos minimizar o problema e de que maneira, juntos, podemos levar ao Brasil uma solução para essa questão que atinge o País inteiro”, assinalou a secretária.

Para a secretária Nacional de Assistência Social, Maria do Carmo Brant, é por meio da troca de experiências que o Brasil pode alcançar soluções para a violência contra a mulher. “Tudo o que foi falado aqui merece ir para a pauta e para a agenda nacional. Vemos um esforço muito robusto das secretarias dos estados do Codesul para fortalecer a mulher e a família”, disse.

Ao abrir o encontro, o governador Beto Richa, presidente do Codesul, afirmou que é um desafio de todos os estados planejar ações prioritárias para a área social, principalmente as que envolvem as políticas para as mulheres. “Nenhuma administração se justifica se não tiver políticas contundentes que abranjam a área social. As pessoas em situação de vulnerabilidade são as que mais precisam da mão estendida do Estado”, disse o governador.

Ao final da reunião, a comissão decidiu que fará um seminário de Políticas Públicas para as Mulheres, que deverá ser realizado em abril do próximo ano, em Curitiba.

Ricardo Campos

Acesse no site de origem: Subsecretária apresenta ao Codesul ações do governo do MS para combater violência contra mulheres (Gov/MS – 31/08/2016)