mulheres ribeirinhas e indigenas

Violência Doméstica mobiliza Coordenadoria Estadual da Mulher do Amapá (TJAP – 07/08/2014)

A Coordenadoria Estadual da Mulher em situação de Violência Doméstica e Familiar, instalada no 2º pavimento do Fórum de Macapá, tem como papel básico auxiliar
Leia mais…

Informativo Compromisso e Atitude – Edição nº 5

  EDIÇÃO ESPECIAL: ACESSO À JUSTIÇA A quinta edição do Informativo Compromisso e Atitude reúne reportagens, entrevistas, recomendações e pesquisas que ajudam a elencar conquistas,
Leia mais…

“O medo de morrer é que supera a retaliação que as mulheres do Marajó sofrem nas situações de violência”, avalia coordenadora da SPM (SPM-PR – 31/01/2014)

Responsável pelo Fortalecimento da Rede de Atendimento à Mulher em Situação de Violência, Luana Grillo fornece mais impressões sobre demanda de ribeirinhas relacionada a serviços
Leia mais…

Pacto de silêncio oculta enfrentamento à violência contra as mulheres no Marajó, diz Amelinha Teles (SPM/PR – 27/01/2014)

Advogada, feminista e formadora de Promotoras Legais Populares, Amelinha Teles acompanha a primeira operação da SPM, por meio do programa ‘Mulher, Viver sem Violência’ na
Leia mais…

Em Ponte de Pedras, ‘Mulher, Viver sem Violência’ reúne ribeirinhas em agência-barco da Caixa (SPM/PR – 22/01/2014)

Até 6 de fevereiro, embarcação percorre nove municípios marajoaras. SPM dialoga com ribeirinhas e visita serviços públicos para fazer diagnóstico sobre as demandas das mulheres
Leia mais…

Agência instalada em barco vai atender mulheres ribeirinhas vítimas de violência (Agência Brasil – 16/01/2013)

A Agência-Barco Ilha de Marajó, da Caixa, vai atender também mulheres ribeirinhas vítimas de violência. Hoje (16), em Belém, a ministra da Secretaria de Políticas
Leia mais…

Agência-barco levará Justiça a ribeirinhos no Pará (TJPA – 16/01/2014)

O projeto Justiça Ribeirinha vai atender, a partir deste mês de janeiro, a população dos 15 municípios da Ilha do Marajó. Um convênio firmado na
Leia mais…

Na inauguração da agência-barco Ilha de Marajó, Caixa e SPM incluem serviços do ‘Mulher, Viver sem Violência’ (SPM-PR – 14/01/2014)

Embarcação percorrerá região amazônica levando serviços de acesso à justiça e a direitos das mulheres, à Lei Maria da Penha e à rede de atendimento
Leia mais…

‘Mulher, Viver sem Violência’ assegura núcleo de atendimento, em Tabatinga, fronteira do Brasil com a Colômbia e o Peru (SPM-PR – 31/10/2013)

Situado na tríplice fronteira, entre Brasil, Colômbia e Peru, município foi contemplado com núcleo de atendimento a mulheres, aumentando para sete a quantidade de novos
Leia mais…