Mulheres violentadas sofrem com o trauma e com a falta de assistência (Correio Braziliense – 10/11/2013)

Rede de atendimento prevista por lei para cuidar e orientar vítimas de estupro não sai do papel. Falta atenção humanizada, coleta de vestígios do crime
Leia mais…