Terreno para a Casa da Mulher Brasileira em Rondônia é aprovado pela SPM

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

 (SPM – 21/07/2016) O primeiro passo concreto para a construção da Casa da Mulher Brasileira em Rondônia foi dado nessa quarta-feira (20), com o encaminhamento da solicitação de cessão de área pública, pela secretária Especial de Políticas para as Mulheres, Fátima Pelaes. O ato simbólico contou com a presença do senador Valdir Raupp, da deputada federal Marinha Raupp e do promotor do Ministério Público de Rondônia, Heverton Aguiar.

Nessa quinta-feira (21), a secretária municipal de Habitação e Regularização Fundiária de Porto Velho, Márcia Luna, recebeu o documento que deverá dar início do processo de cessão da área para construção da unidade.

O pedido de cessão significa que o Governo Federal considerou adequado o terreno ofertado pela prefeitura de Porto Velho, onde será construída a Casa da Mulher Brasileira. Representantes de Rondônia no Congresso Nacional, o senador e a deputada federal expressaram a importância da Casa da Mulher Brasileira “como instrumento público de comprovada eficiência no enfrentamento dessa chaga nacional, que a violência contra as mulheres”.

O senador Valdir Raupp e a deputada Marinha Raupp destacaram a articulação com a SPM que encaminhou um projeto que estava parado na pasta. “Há muito tempo lutamos para que esse projeto se concretizasse. Estamos muito felizes, porque será muito importante para a nossa região”.

“Temos observado um crescimento no aumento da violência contra a mulher no nosso estado. Essa será uma importante resposta no enfrentamento. Um casa onde reúne toda a rede de atendimento à mulher vítima de violência”, ressaltou o promotor Everton Aguiar.

A secretária Especial de Políticas para as Mulheres, reafirmou o compromisso da secretaria de dar continuidade a importantes projetos e levar dignidade a mulher brasileira.

“O nosso maior objetivo é dar dignidade a mulher brasileira. Tanto na esfera do combate à violência quanto da prevenção, como o que estamos construindo com o Projeto Menina-Moça, Mulher, uma parceria com o Instituto Carlos Chagas. E ainda o que encontramos no atendimento humanizado, rápido e seguro que temos nas Casas da Mulher Brasileira”, ressaltou Fátima Pelaes.

A proposta do programa é reunir num mesmo espaço físico serviços especializados para os mais diversos tipos de violência contra as mulheres: acolhimento e triagem; apoio psicossocial; delegacia; Juizado; Ministério Público, Defensoria Pública; promoção de autonomia econômica; cuidado das crianças – brinquedoteca; alojamento de passagem e central de transportes.

A Casa da Mulher Brasileira de Porto Velho será construída em terreno de 7.370 metros quadrados, localizado entre a Avenida dos Imigrantes, uma região predominantemente residencial, por onde passam linhas de ônibus que ligam o bairro ao centro da cidade é uma linha circular que liga bairro a bairro.

Comunicação Social
Secretaria de Políticas para as Mulheres – SPM

Acesse no site de origem: Terreno para a Casa da Mulher Brasileira em Rondônia é aprovado pela SPM (SPM – 21/07/2016)